terça-feira, 16 de julho de 2013

RADIALISTA ARNALDO COSTA É AGRACIADO COM TÍTULO DE CIDADÃO HONORÁRIO DE MACEIÓ


Arnaldo Costa, cidadão honorário de Maceió


O radialista e publicitário Arnaldo Costa Pinto vai ser agraciado com o título de cidadão honorário de Maceió. A indicação é do vereador Eduardo Canuto (PV), por entender que tal concessão “é o reconhecimento, mais que justo, do povo maceioense, a esse profissional que tem uma história de luta, honestidade e verdade e que fazem dele uma verdadeira referência no cenário da comunicação alagoana”. A homenagem será na próxima quinta-feira (18), às 9h na Câmara de Vereadores.
Arnaldo Costa, como nos velhos tempos

NOTA DO BLOQUEIRO: Tive a honra de trabalhar com meu amigo Arnaldo Costa, nos anos 70, na Rádio Gazeta de Alagoas AM. À época, Arnaldo apresentava um programa no horário da tarde, de grande audiência, além de exercer a função de diretor comercial da emissora da OAM. Gente muito boa, humilde, bom companheiro, sempre alegre, Arnaldo Costa não só era admirado e querido pelos seus companheiros de rádio, como também pelos inúmeros ouvintes da Gazeta. Um grande abraço ao Arnaldo Costa, merecedor, sem contestação, desse título de cidadão honorário de Maceió. Ninguém melhor para falar sobre Arnaldo Pinto do que Ielson Ávila, que redigiu a crônica “Palavras pra você”, lida ao microfone da Cultural Rádio On Line, na voz de Pedro Macedo e publicada no Jornal Cultural no dia 8/12/2012, a qual reproduzimos no nosso blog:

ARNALDO COSTA UMA VOZ DE PERNAMBUCO PARA ALAGOAS
APAIXONADO POR COMUNICAÇÃO MUDA A HISTÓRIA DA PROPAGANDA ALAGOANA
Filho dos Comerciantes Odilon Costa Pinto e de Maria José Pinto (Mais conhecida como Dona Maria de Odilon), Arnaldo Costa Pinto nasceu em Limoeiro, região Agreste de Pernambuco, em 18 de julho de 1944. sendo o 3º dos 11 filhos de Dona Maria.
Foi educado no Colégio do Padre Nicolau, onde desde cedo, já se destacava como orador e líder estudantil. Alí cursou o Ensino Fundamental I e II, e já rapaz,veio cursar o 2º Grau, em Recife-Pernambuco.Ainda em Limoeiro, Arnaldo conheceu o grande radialista Edécio Lopes, que também era de lá, e a partir daí, nascia uma grande amizade e parceria que iriam trilhar os caminhos do Rádio em Pernambuco e em Alagoas. Mudou-se para Recife em 1960, aos 17 anos anos, pra casa do casal amigo de décadas, Joaquim Alves e Dona Vanja, pais de Maria Creuza, que mais tarde se tornaria sua esposa e companheira de toda a vida. Foi estudar, e neste cenário, ressurge o amor da infância com aquela que é até hoje fonte de suas maiores inspirações. Somente em 1962 deu seu primeiro passo na carreira de radialista,quando ao retornar a Limoeiro, já noivo de Creuza, aceita o convite do jornalista José Menezes, Diretor Geral da Emissora que pertencia ao Grupo Jornal do Comércio para trabalhar na rádio da cidade. Foi naquela emissora Locutor esportivo, noticiarista, e animador de programas de auditório. A partir, daí abre-se um leque de brilhantismo e dedicação, os programas de auditório tornam-se um sucesso na cidadezinha, e Arnaldo Costa é referência em toda a região. Edécio então se muda para Caruaru, uma cidade maior, a convite de um empresário promissor e muito honesto chamado Dr. Luis Lacerda,também conterrâneo de Limoeiro, proprietário da então AM Liberdade de CARUARÚ. E Arnaldo passa a assumir as funções também de Diretor comercial da Rádio Limoeirense. Sucesso em Limoeiro e Sucesso em Caruaru, Edécio então convida-o a se mudar para Caruaru, com sua já esposa Creuza, e daí compor o elenco daquela emissora.  E foi no início de 1965 que Arnaldo Costa, chega a Caruaru para juntamente com Edécio dar uma guinada na história cultural e social daquela cidade. Foi o início das quadrilhas de rua, do São João e das concorrências das ruas mais animadas, que mais tarde dariam a esta cidade o título da CAPITAL DO FORRÓ. Tendo mais tarde fundado a RADIO LIBERDADE FM, a 1ª do gênero na Capital do Agreste.

No início de 1966 Edécio muda-se para Maceió e vem trabalhar na Emissora do Estado, trazendo mais tarde seu fiel companheiro e amigo Arnaldo Costa em 1970, onde aqui também fizeram história e incrementaram os carnavais da cidade na praça Moleque Namorador, nos clubes sociais, as festas juninas de Maceió e Arnaldo criou um slogan em seu programa inesquecível girando pelas ruas da cidade.Com a chegada do CESMAC, formou-se na 1ª turma de DIREITO daquela instituição,sendo o orador da colação de grau das 03 turmas.Mais tarde, já com carro de som e em parceria do amigo Reinaldo Cavalcante fundou a PUBLICAR- a primeira agencia de propaganda do estado. Em seguida chegando à Rádio Gazeta ele deslancha no Rádio e na comunicação alagoana, trazendo seus dons e voz para o povo desta terra, sendo diretor comercial daquela emissora por vários anos. Arnaldo trouxe para Maceió vários nomes da MPB, que naquela época seriam quase impossíveis de se trazer, como o REI DO BAIÃO LUIZ GONZAGA E ROBERTO CARLOS. Além de inovar em comercias de TV e Jornal, também sendo uma ponte de chegada para muitos publicitários locais,contratando-os e em seguida apresentando-lhes o mercado alagoano, tais como Ranildo Cavalcante, Canetinha e Marcos Haiun.
Foi diretor da RÁDIO GAZETA-DA RÁDIO DIFUSORA-DA AM 710, E IMPLANTOU TAMBÉM A RÁDIO CIDADE FM EM MACEIÓ. GANHOU VÁRIOS PREMIOS COLUNISTAS E É MOTIVO DE REFERÊNCIA EM VANGUARDA PROPAGANDISTA DO ESTADO. Atualmente, além de publicitário, é o representante comercial do JORNAL O GLOBO em Alagoas. Uma história de luta, honestidade e verdade fazem deste pernambucano pai de 4 filhos – Arnaldo jr, Kátia, Karla e Aldo, uma verdadeira referência na história da comunicação alagoana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário