quarta-feira, 31 de julho de 2013

COMO CUIDAR DAS UNHAS DOS GATOS

Arranhar é um hábito natural dos animais, que deve ser respeitado. O corte irresponsável das garras dos gatos pode ser doloroso e arriscado.

O designer Anizio Silva e a esposa Daniela Alencar são os donos de José Saramago e Elizabeth Taylor."Zé", como é chamado o felino, adora afiar as unhas no sofá da casa, já "Liz" é adepta do arranhador. Foto: Paulo Paiva/DP/D.A Press

Arranhar é uma atividade normal para qualquer gato. Parte de sua natureza, a ação ajuda o felino a remover camadas externas das unhas e a aliviar a irritação. Assim como em humanos, as unhas de gatos nunca param de crescer e é essencial que seus donos tenham cuidado na hora de apará-las. Arrancar essas unhas, num procedimento chamado de ablação ou onicectomia, é extremamente danoso e potencialmente arriscado para os gatinhos. Buscar alternativas não prejudiciais e ter paciência com o animal é a melhor forma de lidar com esse hábito.

Segundo Raquel Quirino, professora do Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal (DMFA) da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), quem faz a opção de criar um gato deve se lembrar da natureza dos felinos e ter paciência para adequá-la ao ambiente domiciliar. “A prática de arrancar as unhas do animal é muito prejudicial para ele. Ele utiliza as unhas para se comunicar, para se defender, é algo muito natural para ele. Além do mais, essa amputação é muito dolorosa e poder gerar infecções, sangramentos, entre outros problemas”. Cada animal tem suas características e seu tempo de adaptação a novos hábitos, portanto é preciso pensar em alternativas saudáveis caso o gatinho costume danificar móveis e objetos da casa.

Uma das opções é o uso de soft claws, capas protetoras de silicone ou borracha para as unhas dos gatos. Para aplicá-las, é preciso utilizar uma cola com cuidado para não derrubar fora da área desejada. Uma outra possibilidade é o investimento em arranhadores. Eles existem em várias formas e podem ser encontrados facilmente em lojas especializadas. “Comprar arranhadores e educar os gatos a utilizá-los é uma opção. Mas cada gato tem seu jeito próprio e alguns não conseguem se adaptar. Para o meu, o que deu certo foi o uso de uma caixa de papelão”, conta a professora Raquel. Os objetos de arranhar podem ser feitos de materiais como madeira, sisal, papelão ou carpete. Possuem diferentes formas e cores, podendo se adequar a decoração da casa ou até mesmo imitar móveis reais. Quanto mais novos os felinos, mais facilmente aprenderão o local em que devem arranhar.

Mesmo os gatos educados a afiar suas garras no local certo precisam ter suas unhas aparadas periodicamente. Procurar orientações com profissionais da área é a forma mais segura de realizar o procedimento em casa. “Deve-se sempre buscar pessoas que entendam do assunto e saibam aparar as unhas sem machucar os animais”, afirma Raquel Quirino. “As unhas de pessoas também devem ser cortadas apenas em uma parte, mas para os humanos isso é mais facilmente identificado porque existe a proteção dos dedos. Para os gatos, não há essa proteção e cortar além do local permitido é uma mutilação muito dolorosa para o animal”. Na parte sensível das unhas estão localizadas veias e nervos. É preciso um local com boa iluminação, estabilidade e equipamento adequado para o corte.

O designer Anizio Silva cuida de José Saramago, um gatinho de três anos e dois meses, e Elizabeth Taylor, de dois anos e cinco meses. “Ele [José] adora afiar as unhas nos sofás. Também já rasgou uns três lençóis”, conta. “Já Elizabeth Taylor afia no sofá, mas raramente. Ela usa mais um arranhador, que é uma casinha de gato que compramos. Infelizmente Zé não usa muito”. Informado sobre os problemas advindos da falta de cuidado com as unhas dos animais, Anizio costuma levá-los para o veterinário na hora de apará-las. “Sempre levamos por receio de cometer um acidente. Mas há uns dois meses estamos cortando em casa com uma tesourinha apropriada”. Ele conta que segue as instruções presentes na embalagem do equipamento, que indica o uso de um anticoagulante no caso de acidentes. “Ao cortar as unhas é preciso ficar muito atento por causa dos vasos sanguíneos que ficam muito perto”, recomenda. “Felizmente não aconteceu nada até agora”.


Fonte: Pernambuco.cão

quinta-feira, 25 de julho de 2013

VOCÊS JÁ CONHECEM O SHOEP?

Shoep com seu protetor John
Shoep é um cãozinho que ficou famoso ano passado quando essa foto dele dormindo com seu dono John na água circulou pela internet.
Essa fofura foi resgatada da rua por John com apenas alguns meses de idade e os dois formaram uma linda e duradoura amizade.

Shoep sofria de artrite e só conseguia relaxar e ter um pouco de alívio das fortes dores quando estava na água, então John o levava quase diariamente para nadar no lago, buscando dar mais conforto ao seu amiguinho. A foto retrata um desses belos momentos de cumplicidade entre os dois, quando Shoep já sofria com o peso dos seus 19 anos de idade.

John sempre encontrou em Shoep as forças necessárias para enfrentar as dificuldades da vida. Inclusive em um dos momentos mais dolorosos de sua vida, uma separação que quase o levou ao suicídio, John contou com o apoio silencioso e fiel de seu amigo canino.

Infelizmente Shoep faleceu no último dia 19, com 20 anos, mas sua lembrança e exemplo de companheirismo sempre nos inspirarão.

O mundo está cheio de Shoeps abandonados em busca de um dono para acompanhar e amar.
Precisamos de mais pessoas como o John, não acham?

Fonte: Petlove

segunda-feira, 22 de julho de 2013

FILHOTES REQUEREM ATENÇÃO REDOBRADA TUTORES PRECISAM ESTAR ATENTOS AOS RISCOS COM BRINQUEDOS QUE PODEM CAUSAR ENGASGOS E ACIDENTES MAIS SÉRIOS




A gerente comercial Camila Rafaela Ferreira, 22 anos, tem cinco cachorros em casa e já teve problemas com brinquedos e plantas venenosas. Foto: Mariana Fabrício/Esp.DP/D.A Press

Criar um filhote dentro de casa exige muitos cuidados. Eles são curiosos e cheios de energia e o perigo está justamente na personalidade do animal novinho. Mexem em tudo o que veem e muitas vezes levam até a boca objetos que podem causar algum dano. Qualquer descuido pode causar um acidente. Por esse motivo, é preciso ter cuidado com o que está à disposição dos filhotes e escolher com cuidado os seus brinquedos.


A gerente comercial Camila Rafaela Ferreira, 22 anos, possui cinco cães em casa e hoje já tem mais tranquilidade quanto aos cuidados que deve tomar para evitar acidentes. De início, ela tinha dois labradores e, tutora de primeira viagem, deixou algumas plantas tóxicas próximas aos cães. Fox, um labrador com quatro meses na época, comeu uma delas e teve uma reação alérgica imediata.

A primeira reação de Camila foi levá-lo ao veterinário mais próximo. “No meu quintal tinham algumas plantas e entre elas a comigo-ninguém-pode. Quando menos percebi, Fox comeu uma delas. Depois apareceu inchado e quando levei ao médico foi preciso tomar três doses de antialérgicos e ficar um tempo em observação. Foi um susto enorme”, afirma.

O irmão de Fox, Aquiles, também foi vítima de um acidente doméstico e precisou de intervenção cirúrgica. Com um ano de idade ele engoliu uma boneca de pano durante a natação e foi preciso recorrer à cirurgia para retirar o objeto. “A gente sempre jogava objetos para estimulá-lo a nadar, mas neste dia ele acabou engolindo. Mesmo não apresentando sintomas, no mesmo dia percebi, pois senti falta da boneca. O levei ao hospital veterinário e, após uma endoscopia, foi preciso realizar uma operação para a retirada”, conta Camila.

De acordo com o veterinário do Hospital Harmonia, Ricardo Ferraz, casos como esse são frequentes. “O filhote é curioso, então tudo o que ele vê ao seu alcance, pega e coloca na boca. Ter um filhote em casa exige quase os mesmos cuidados de uma criança. Então é importante não deixar lixo, fios ou tomadas à disposição, porque ele pode querer brincar. Não se pode descuidar”, alerta.

Além desses cuidados, é importante atenção na hora de escolher os brinquedos para divertir o filhote. O mais seguro é que sejam de material maciço e maiores que a boca do animal para dificultar acidentes. Também é indicado evitar dar brinquedos de crianças, pois eles podem ter partes pequenas que, pela força do animal, se desprendem.

Em caso de acidentes, Ricardo afirma que é importante recorrer o mais rápido possível a um veterinário. Se o caso for de engasgo, a recomendação é não tentar retirar o objeto de dentro da boca do bichinho. “O tutor não deve retirar o objeto com a mão, nem forçar o animal a engolir água, podendo apenas oferecer o líquido gelado. É preciso deixar o animal calmo, colocá-lo no braço, deixar a boca dele aberta com a língua para fora para facilitar a respiração e levá-lo imediatamente a um hospital veterinário”, explica.

Caso o animal chegue a engolir algo não recomendado, ele pode apresentar sintomas como vômito e dificuldade para defecar. Os procedimentos para retirada podem ser endoscopia, caso o objeto seja maciço e pequeno ou cirurgia, se for grande e de difícil remoção.


Fonte: Pernambuco.cão »

sexta-feira, 19 de julho de 2013

BATISTA FILHO E AS “NOTÍCIAS DA MANHÔ



 
Batista Filho, também canta 
Semana passada, ao acordar logo cedinho como faço diariamente, acessei o site da Gazeta Web e ouvi uma boa parte do programa “Notícia da Manhã” (não sei se é “notícia”  ou “notícias”  o segundo título acho o mais correto.) No comando do programa o meu amigo e ex-companheiro da Rádio Difusora de Alagoas, Batista Filho. Dono de uma bela voz, o Batista conduz o programa de uma maneira perfeita. Boa dicção, lê bem e faz bons comentários quando a notícia assim pede, tem um bom apoio de uma equipe de repórteres, onde se destacam Warner Oliveira e Ednelson Feitosa meus ex-companheiros no tempo em que atuei na Gazeta AM. No painel técnico a competência do operador de áudio Gilson, cuja perfeita atuação torna o programa bastante dinâmico. De parabéns a direção da Gazeta Web por contratar para o seu quadro de apresentadores o competente Batista Filho, um cara humilde, amigo, bom companheiro e cumpridor das suas obrigações. Abaixo a sinopse do programa, extraída do site da Gazeta Web:


Notícia da Manhã
Começa às 05h00 com os principais destaques do dia. Política, destaques internacionais, economia, consumo, medicina, esporte e manchetes dos principais jornais são abordados também nesse segmento. 
Amplo noticiário sobre os acontecimentos de Alagoas do Brasil e do mundo. 
Participação de repórteres e entrevistados da área política, econômica e social. Informação e prestação de serviços para os cidadãos. 
Participação dos correspondentes das principais cidades do estado, destacando os acontecimentos locais com a colaboração das sucursais da Gazeta de Alagoas, e um correspondente em Brasília. Todos os fatos relatados de forma direta e dinâmica, características do jornalismo de credibilidade praticado pela OAM.

terça-feira, 16 de julho de 2013

RADIALISTA ARNALDO COSTA É AGRACIADO COM TÍTULO DE CIDADÃO HONORÁRIO DE MACEIÓ


Arnaldo Costa, cidadão honorário de Maceió


O radialista e publicitário Arnaldo Costa Pinto vai ser agraciado com o título de cidadão honorário de Maceió. A indicação é do vereador Eduardo Canuto (PV), por entender que tal concessão “é o reconhecimento, mais que justo, do povo maceioense, a esse profissional que tem uma história de luta, honestidade e verdade e que fazem dele uma verdadeira referência no cenário da comunicação alagoana”. A homenagem será na próxima quinta-feira (18), às 9h na Câmara de Vereadores.
Arnaldo Costa, como nos velhos tempos

NOTA DO BLOQUEIRO: Tive a honra de trabalhar com meu amigo Arnaldo Costa, nos anos 70, na Rádio Gazeta de Alagoas AM. À época, Arnaldo apresentava um programa no horário da tarde, de grande audiência, além de exercer a função de diretor comercial da emissora da OAM. Gente muito boa, humilde, bom companheiro, sempre alegre, Arnaldo Costa não só era admirado e querido pelos seus companheiros de rádio, como também pelos inúmeros ouvintes da Gazeta. Um grande abraço ao Arnaldo Costa, merecedor, sem contestação, desse título de cidadão honorário de Maceió. Ninguém melhor para falar sobre Arnaldo Pinto do que Ielson Ávila, que redigiu a crônica “Palavras pra você”, lida ao microfone da Cultural Rádio On Line, na voz de Pedro Macedo e publicada no Jornal Cultural no dia 8/12/2012, a qual reproduzimos no nosso blog:

ARNALDO COSTA UMA VOZ DE PERNAMBUCO PARA ALAGOAS
APAIXONADO POR COMUNICAÇÃO MUDA A HISTÓRIA DA PROPAGANDA ALAGOANA
Filho dos Comerciantes Odilon Costa Pinto e de Maria José Pinto (Mais conhecida como Dona Maria de Odilon), Arnaldo Costa Pinto nasceu em Limoeiro, região Agreste de Pernambuco, em 18 de julho de 1944. sendo o 3º dos 11 filhos de Dona Maria.
Foi educado no Colégio do Padre Nicolau, onde desde cedo, já se destacava como orador e líder estudantil. Alí cursou o Ensino Fundamental I e II, e já rapaz,veio cursar o 2º Grau, em Recife-Pernambuco.Ainda em Limoeiro, Arnaldo conheceu o grande radialista Edécio Lopes, que também era de lá, e a partir daí, nascia uma grande amizade e parceria que iriam trilhar os caminhos do Rádio em Pernambuco e em Alagoas. Mudou-se para Recife em 1960, aos 17 anos anos, pra casa do casal amigo de décadas, Joaquim Alves e Dona Vanja, pais de Maria Creuza, que mais tarde se tornaria sua esposa e companheira de toda a vida. Foi estudar, e neste cenário, ressurge o amor da infância com aquela que é até hoje fonte de suas maiores inspirações. Somente em 1962 deu seu primeiro passo na carreira de radialista,quando ao retornar a Limoeiro, já noivo de Creuza, aceita o convite do jornalista José Menezes, Diretor Geral da Emissora que pertencia ao Grupo Jornal do Comércio para trabalhar na rádio da cidade. Foi naquela emissora Locutor esportivo, noticiarista, e animador de programas de auditório. A partir, daí abre-se um leque de brilhantismo e dedicação, os programas de auditório tornam-se um sucesso na cidadezinha, e Arnaldo Costa é referência em toda a região. Edécio então se muda para Caruaru, uma cidade maior, a convite de um empresário promissor e muito honesto chamado Dr. Luis Lacerda,também conterrâneo de Limoeiro, proprietário da então AM Liberdade de CARUARÚ. E Arnaldo passa a assumir as funções também de Diretor comercial da Rádio Limoeirense. Sucesso em Limoeiro e Sucesso em Caruaru, Edécio então convida-o a se mudar para Caruaru, com sua já esposa Creuza, e daí compor o elenco daquela emissora.  E foi no início de 1965 que Arnaldo Costa, chega a Caruaru para juntamente com Edécio dar uma guinada na história cultural e social daquela cidade. Foi o início das quadrilhas de rua, do São João e das concorrências das ruas mais animadas, que mais tarde dariam a esta cidade o título da CAPITAL DO FORRÓ. Tendo mais tarde fundado a RADIO LIBERDADE FM, a 1ª do gênero na Capital do Agreste.

No início de 1966 Edécio muda-se para Maceió e vem trabalhar na Emissora do Estado, trazendo mais tarde seu fiel companheiro e amigo Arnaldo Costa em 1970, onde aqui também fizeram história e incrementaram os carnavais da cidade na praça Moleque Namorador, nos clubes sociais, as festas juninas de Maceió e Arnaldo criou um slogan em seu programa inesquecível girando pelas ruas da cidade.Com a chegada do CESMAC, formou-se na 1ª turma de DIREITO daquela instituição,sendo o orador da colação de grau das 03 turmas.Mais tarde, já com carro de som e em parceria do amigo Reinaldo Cavalcante fundou a PUBLICAR- a primeira agencia de propaganda do estado. Em seguida chegando à Rádio Gazeta ele deslancha no Rádio e na comunicação alagoana, trazendo seus dons e voz para o povo desta terra, sendo diretor comercial daquela emissora por vários anos. Arnaldo trouxe para Maceió vários nomes da MPB, que naquela época seriam quase impossíveis de se trazer, como o REI DO BAIÃO LUIZ GONZAGA E ROBERTO CARLOS. Além de inovar em comercias de TV e Jornal, também sendo uma ponte de chegada para muitos publicitários locais,contratando-os e em seguida apresentando-lhes o mercado alagoano, tais como Ranildo Cavalcante, Canetinha e Marcos Haiun.
Foi diretor da RÁDIO GAZETA-DA RÁDIO DIFUSORA-DA AM 710, E IMPLANTOU TAMBÉM A RÁDIO CIDADE FM EM MACEIÓ. GANHOU VÁRIOS PREMIOS COLUNISTAS E É MOTIVO DE REFERÊNCIA EM VANGUARDA PROPAGANDISTA DO ESTADO. Atualmente, além de publicitário, é o representante comercial do JORNAL O GLOBO em Alagoas. Uma história de luta, honestidade e verdade fazem deste pernambucano pai de 4 filhos – Arnaldo jr, Kátia, Karla e Aldo, uma verdadeira referência na história da comunicação alagoana.

sexta-feira, 12 de julho de 2013

UM ROTEIRO PARA CONHECER AS BELEZAS DE GARANHUNS, DURANTE O FESTIVAL DE INVERNO


 
O famoso relógio de flores de Garanhuns
No Planalto da Borborema, a 842 metros acima do nível do mar, Garanhuns se destaca como o principal município do Agreste Meridional de Pernambuco. No mês de julho, todas as atenções se voltam à cidade e seus 130 mil habitantes, segundo dados do IBGE. É que a temperatura, normalmente amena, cai ainda mais, atraindo quem foge do calor da capital. Na madrugada, só um casaco de frio atenua os dez graus que o termômetro marca.

Sua localização estratégica é a responsável pela temperatura anual média de 21 graus. Não é para menos, Garanhuns está cercada por sete colinas: Monte Sinai, Triunfo, Columinho, Ipiranga, Antas, Magano e Quilombo. Distante 230 km do Recife, o acesso à cidade pode ser feito pelas rodovias federais BR-423 e BR-424, além das estaduais PE-177 e PE-218. Uma vez na cidade, corra para o Relógio das Flores, que vem marcando as horas para os garanhuenses há mais de 30 anos e é o seu principal cartão-postal.
No mês de julho, a maioria dos visitantes faz check-in para ver e ser visto no 23º Festival de Inverno de Garanhuns (FIG). A programação deste ano começa com Ney Matogrosso (19) e Caetano Veloso (20), como principais atrações do primeiro fim de semana de festival, e termina com Fagner, Daniela Mercury (26), Arlindo Cruz e Mart'nália (27), no segundo fim de semana. Além dos shows, o visitante pode aproveitar para conhecer outras facetas da cidade.

Dois parques são como pulmões verdes em Garanhuns. O maior deles é o Euclides Dourado, com cerca de oito hectares. Ali, pista de cooper, rampa de skate e parque infantil atraem adultos e crianças. A plantação de pés de eucalipto garante um visual único ao parque, que abriga ainda a Biblioteca Municipal Luiz Jardim. Não muito distante, o Parque Ruber Van der Linder, conhecido popularmente como Pau Pombo, é outra opção para caminhadas. Reformado em 1994, flores, fontes e grutas decoram a área.
No alto da cidade, o Cristo do Magano proporciona uma vista panorâmica ao visitante. Trata-se de uma imagem de Jesus com quatro metros de altura. Dizem, o mais alto do Brasil em relação ao nível do mar, já que está fincado a 1.030 metros de altitude. Vá agasalhado, porque a temperatura promete ser ainda mais baixa no local. A obra foi esculpida no ano de 1954 pelo artista Renato Pantaleão, já em Garanhuns. Descendo de volta ao centro, faça uma visita ao Mosteiro de São Bento, todo construído em tijolo aparente, bem ao estilo dos antigos mosteiros beneditinos.
Aos interessados em cultura popular, o Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcanti é a pedida. O espaço funciona na antiga Estação Ferroviária desde 1979, quando o prédio foi também tombado. Hoje em dia, a edificação de arquitetura inglesa é responsável por difundir a arte garanhuense à população e aos turistas. Ficando de olho na agenda teatral, pode calhar de assistir à uma peça no Teatro Luiz Souto Dourado, localizado no Centro.
Nem o Monumento do Ipiranga (conhecido como Pirulito, erguido em homenagem à Independência do Brasil) nem o Castelo João Capão (obra construída pelo próprio João Capão, trabalhador que queria, porque queria morar em um castelo medieval), no entanto, conseguem desviar a vocação religiosa de Garanhuns. A cidade abriga o Santuário Mãe Rainha, o 21º santuário construído no país, sendo uma réplica fiel do santuário de Schoenstatt, na Alemanha.
Fonte: Guilherme CarréraDiário de Pernambuco

O Cristo do Magano, uma das atrações da Suiça brasileira

UM EXCELENTE FINAL DE SEMANA

sexta-feira, 5 de julho de 2013

RECORDAR É VIVER


Um bom papo com Batista Filho

Semana passada fui surpreendido com uma foto, publicada na minha caixa de entrada de e-mails,  que me fez voltar ao passado. Eu, em companhia de Batista Filho. Voltei aos anos 80 e recordei com muita saudade da época em que atuei na pioneira na função de diretor de programação. Fiz ótimas amizades.Uma delas, com o cara desta foto: Batista Filho. Reporter da nossa equipe e locutor/apresentador/animador. Excelente companheiro, boa conduta, cumpridor dos seus horários o Batista Filho sempre foi admirado pelos seus colegas não só da Difusora como de outras emissoras alagoanas. Voltei a saber de notícias do amigo Batista Filho alguns anos após voltar para o Recife. Ele estava exercendo sua função de repórter na Televisão alagoana. Foi bom rever esta foto e lembrar dos bons momentos vividos nos anos 80. Obrigado Batista.

terça-feira, 2 de julho de 2013

A IMPORTÂNCIA DA HIGIENE CANINA



No mercado de pets há 15 anos, Fabiana Silva faz tosa e banho na casa dos clientes

A hora do banho é muito importante para a saúde dos animais. Cães que não são cuidados podem apresentar problemas de pele graves e transmitir doenças, inclusive, aos seus próprios donos. O excesso de umidade, assim como a falta de tosa e a insalubridade de locais, podem ser potencialmente perigosos ao bem-estar dos cachorros. Lembrando disso, muitos donos levam seus cães a lojas especializadas, mas hoje o serviço realizado 'em casa' já é oferecido em algumas cidades. Entenda as razões e as melhores formas de cuidar do seu cãozinho.


O professor da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) Marcelo Teixeira explica algumas noções de cuidado com a higiene animal. “A frequência que um cachorro deve tomar banho depende de alguns fatores, como o tipo de banho e a região em que o cão vive. Aqui no nordeste um banho por semana é bom por causa do clima, enquanto dar banho todo dia ou a cada três dias é ruim, pois o cão possui secreção sebácea que serve para proteger a sua pele. No momento em que você exagera no banho, você pode provocar doenças, dermatites, fungos”.

Ele conta que, apesar do que é muito difundido, o tipo de raça influencia pouco na quantidade de banhos necessários. “As raças variam, mas a fisiologia dos cães não difere. O que muda mesmo é que cães com pelos longos devem ter maiores cuidados de secagem, pra evitar a propagação de doenças”.

Ele detalha certos pontos que não devem ser ignorados pelos cuidadores. “É importante ter cuidado com a água nos ouvidos para evitar inflamações. Algumas pessoas colocam algodão que repele a água, o que é bom, mas não se deve esquecer de tirá-los depois nem de continuar evitando que a água entre diretamente nos ouvidos. Na hora da limpeza, também é melhor evitar cotonetes e utilizar gazes”.

Marcelo também explica que como o olfato dos cães é superior ao nosso, a quantidade de perfume colocado não deve ser grande, para evitar incômodos. Também é preciso prestar atenção em cães alérgicos e usar apenas produtos adequados. “E um detalhe que pouca gente conhece, mas que é muito importante. Os cães possuem uma glândula próxima ao ânus que as pessoas têm por hábito apertar e esvaziar por causa do odor, mas isso pode provocar inflamação séria nos animais”. Se algum animal apresentar reações adversas, o veterinário é quem deve ser responsável pela orientação.

Dona de um cachorro de sete anos da raça Pug, a psicóloga Etiane Oliveira recebe semanalmente uma pessoa em sua casa para cuidar da higiene do seu animal. “Eu sempre costumava levar Teodoro, meu cachorro, para tomar banho em pet shops, mas eu não ficava satisfeita com o serviço. Agora o banho acontece na minha casa, na minha frente, e eu vejo que tudo é muito bem-feito. Além da comodidade de não precisar levar e buscar, tem o extra, que é o carinho que ele recebe. O serviço em casa também sai mais barato”.

Ela conta que conheceu Fabiana Silva, responsável pelo serviço, a partir de recomendações de pessoas conhecidas. “Acho o trabalho dela muito bom, ela é jeitosa e não maltrata, como a gente sabe que pode acontecer em outros lugares”. Os cuidados com a higiene de Teodoro são feitos em menos de uma hora.
Fabiana Silva trabalha no ramo há 15 anos. Ela vai até a casa dos clientes e cuida da higiene dos cachorros. “Aprendi com minha tia, que fazia tosa e banho. Tem muita gente que não faz ideia que esse serviço exista, mas outras pessoas já conhecem. Já cheguei a fazer divulgação com cartões, mas a maior parte dos clientes vem de indicação, mesmo”.
Atualmente, Fabiana conta com cerca de 25 clientes fixos. A raça mais comum entre eles é o poodle. “Tem raças que são mais complicadas, exigem banho e secagem mais profunda. O mesmo acontece com cachorros que estão com problema de pele. Poodle, que é uma raça comum, tem uma limpeza sem complicações”. Além do banho, Fabiana também se faz tosa nos cãezinhos.
Para receber os serviços em casa, deve-se providenciar shampoo, toalha, e, caso desejado, condicionador, perfume e escova de dentes. O local onde o banho acontece depende da estrutura de casa residência. “Levo o material, secador, escova, máquina para tosa. Quando eu verifico que o cachorro tem algum problema, alguma infecção, ou precisa de uma limpeza ainda mais profunda em alguma parte do corpo, aí eu indico pra o dono”. Fabiana vive em Piedade e atende, preferencialmente, nas regiões próximas a sua casa, na Zona Sul da Região Metropolitana do Recife (RMR).

Serviço
Fabiana Silva
9829-9832 / 8786-3166
Terça a sábado, a partir das 10h
Atendimento preferencialmente na Zona Sul da RMR

Fonte: Laís Araújo - Diario de Pernambuco