quinta-feira, 23 de maio de 2013

VEJA 7 RAZÕES PARA NÃO BEBER REFRIGERANTES


Ainda que você não saiba o por quê, com certeza sabe que os refrigerantes não fazem bem á saúde. Estas bebidas são desprovidas de qualquer valor nutricional, podendo ser comparadas a um copo de água com açúcar rico em caloria e isento de nutrientes que não só engorda, como pode levar à obesidade e a diabetes, além de outros males que não recebem muita atenção nas discussões de saúde, mas que listamos aqui na esperança de lhe recrutar para o lado do suco natural, chá e outras bebidas mais saudáveis.

Não é só a questão de calorias ou não, os refrigerantes têm inúmeros malefícios ao nosso organismo e seu consumo causa efeitos colaterais, além disso, é considerado por muitos um vício e é muito melhor viver longe dele.

Abaixo segue 7 razões para não beber refrigerantes:

1 – Envelhecimento Acelerado

Independente do tipo de refrigerante seja normal, diet, light ou zero, todos os refrigerantes a base de cola contêm fosfato ou ácido fosfórico, um ácido que concede ao refrigerante o seu sabor típico e, ainda, aumenta seu tempo de prateleira.

Embora esta substância exista em muitos alimentos integrais, tais como carne, leite e nozes, o ácido fosfórico em excesso pode levar a problemas cardíacos e renais, a perda muscular e a osteoporose, o que sugere que o pode provocar um envelhecimento acelerado, como relata o estudo.

2- Presença de Benzeno

Os refrigerantes são ricos em Benzeno, uma substância líquida, inflamável, incolor de aroma doce e agradável, porém é um composto tóxico, que também está presente na fumaça do cigarro e é liberado, junto a fumaça, na queima de combustível. É uma substância altamente relacionada com desenvolvimento de câncer.

Por que esta substância esta presente nos refrigerantes? O Benzeno é resultado da reação do conservante benzoato de sódio com a Vitamina C, portanto, as maiores taxas de benzeno foram encontradas nos refrigerantes a base de laranja e guaraná.

3- Osteoporose

O consumo constante de refrigerantes a base de cola pode causar osteoporose, que é a descalcificação progressiva dos ossos que se tornam frágeis e quebradiços. Por conterem ácido fosfórico aromatizante em alta concentração, os refrigerantes diminuem o pH do sangue, tornando-o mais ácido.

Para normalizar o pH sanguíneo é preciso neutralizar o ácido do organismo, neste caso, o cálcio dos ossos é requisitado e entra em ação. E de onde vem esse Cálcio? Diretamente de nossos ossos.

4- Problemas Renais

Os refrigerantes Diet e/ou Zero podem ser um verdadeiro perigo para os Rins. Um grupo com mais de 3 mil mulheres foi avaliado em um estudo realizado pela Universidade de Harvard, Center of Medical School, onde os pesquisadores descobriram que o consumo excessivo de refrigerante diet pode dobrar o risco de problemas renais, é necessário, ressaltar que o problema está associado aos adoçantes.

Consumo x Consequência: A função renal começa a declinar quando as mulheres ingerem mais de dois copos de refrigerante por dia!

5- Adoçantes Artificiais

Como alternativa para se livrarem das calorias dos refrigerantes comuns muitas pessoas acabam optando pela versão Diet, Zero ou Light ricas em adoçantes e isentas de açúcar.

Uma pesquisa publicada no The American Journal of Clinical Nutrition, relata que o consumo de refrigerantes dietéticos cresceu 25% entre os adultos se comparado ao da última década. Mas o problema é que esta escolha pode ser ainda pior para o organismo do que o consumo de refrigerante comum.

O s adoçantes podem provocar aumento no peso corporal, através da falha na diminuição da atividade do hipotálamo , o centro da fome no cérebro, e da baixa ativação do sistema dopaminérgico, responsável pela sensação de satisfação após a ingestão de algum alimento.

A falta da saciedade, juntamente com a constante estimulação da fome, manteria o comportamento por procura de alimento no indivíduo, aumentando sua ingestão alimentar, neste caso aumento do consumo calórico.

Estudo realizado pela Universidade de Minnesota, avaliou o cosumo de refrigerante diet em 10 mil adultos, segundo resultados o refrigerante diet aumenta em 34% o risco de síndrome metabólica, o que inclui aumento de colesterol e problemas cardíacos.

6- Ricos em Açúcares

A presença excessiva de açúcar na composição dos refrigerantes pode desencadear diversos maléficos à saúde.

Saúde Bucal: Nos Estados Unidos, o consumo de refrigerantes é alto no meio da criançada e elas acabam com a boca cheia de cáries causadas por níveis em excesso de açúcar. Boca podre é o apelido que os dentistas deram as crianças americanas.

O açúcar é um alimento altamente calórico e que não possui quase nenhum nutriente. Seu excesso pode gerar uma série de doenças como a obesidade e a diabetes.

Ganho de peso: Os refrigerantes comuns são conhecidos como calorias vazias, por serem altamente calórico e pobre em nutrientes. São consumo não traz nenhum benefício à saúde e associado a uma alimentação não balanceada e ao sedentarismo resulta facilmente em ganho de peso. É um ciclo vicioso de má alimentação, alta ingestão de açúcar e sedentarismo que leva à obesidade.

Diabetes tipo 2: é desencadeada por um somatório de fatores como obesidade, sedentarismo, consumo elevado de açúcar e maus hábitos alimentares.

7- Problemas Neurológicos

Um ingrediente chamado óleo vegetal bromado (BVO) é adicionado ao refrigerante para evitar que o aroma separe-se da bebida, é um produto químico industrial usado como retardador de chamas em plásticos.

O BVO tem sido conhecido por causar distúrbios de memória e perda nervosa quando consumido em grandes quantidades. Os pesquisadores também suspeitam que o mesmo se acumula na gordura corporal, podendo causar problemas de comportamento, infertilidade e lesões nos músculos do coração ao longo do tempo.

É hora de rever nossos conceitos sobre os refrigerantes…

Na busca de qualidade de vida, não seria razoável retira-los do nosso consumo?

Fonte: site Salutre

Nenhum comentário:

Postar um comentário