sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PUBLICA NOVAS REGRAS PARA EMISSÃO DE PASSAPORTES DE CÃES E GATOS



Passaporte para cães e gatos será emitido pelo Ministério da Agricultura
O Ministério da Agricultura publicou as novas regras para emissão de passaportes brasileiros para cães e gatos. O passaporte substituirá os documentos usados atualmente – certificado sanitário internacional e o atestado de saúde para trânsito. 
Antes de fazer o documento, o proprietário deve procurar um veterinário para implantar um microchip no animal para facilitar a identificação em qualquer país. 
Esse objeto tem o tamanho do grão de arroz e fica embaixo da pele. A responsabilidade pela emissão do passaporte é do Ministério da Agricultura. No documento constam as informações obrigatórias o nome e endereço do dono do animal. A medida entre em vigor dentro de três meses
Fonte: Jullimária Dutra, do FolhaPE

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

SITES "REGISTRAM" ANIMAIS COM SOBRENOME DOS DONOS


Documentos emitidos por até R$ 150,00, no entanto, não têm validade jurídica alguma


À esquerda, carteira de identidade emitida na Internet. à direita, documento de pedigree, que é o único documento válido para pets. Fotos: Reprodução/Internet





O vínculo afetivo entre os tutores e seus pets muitas vezes permite que esses sejam vistos como verdadeiros filhos. Com o objetivo de "oficializar" essa relação, alguns sites surgem com a proposta de registrar os animais com o sobrenome do dono. Os documentos mais oferecidos são certidões de nascimento, batismo, casamento, óbito e até mesmo testamento. O serviço pode ser feito virtualmente e a entrega é através de frete. Mas o desejo de tornar o bichinho um membro da família pode custar caro. Os registros podem custar de R$68,00 a R$150,00 sem o valor do serviço de entrega incluso.

Um dos sites mais acessados que chega a ter uma demanda de 60 certificados por mês é o Seu Pet com Sobrenome. “Este é um serviço inédito que é válido para qualquer tipo de animal de estimação. Além disso, você adquire através da internet, o que facilita e agiliza todo o processo de aquisição do registro, e recebe na sua casa”, esclarece a empresa através de sua página virtual.

Para emitir o documento é necessário preencher uma ficha com informações sobre o animal, como cor, espécie, raça e sobre os “pais adotivos”. Ainda é possível escolher a cor do documento, que é enviado pelo correio junto com uma carteira de couro, comprovantes do registro e uma versão menor da certidão.

A satisfação de ver o bichinho registrado com o sobrenome do dono pode ser inquestionável, no entanto, seu valor legal é motivo de desconfiança. De acordo com o presidente do Kennel Clube, Luiz Alexandre Almeida, esse tipo de documento não tem validade legal. “Mesmo sendo registrado em cartório, não existe nenhuma validade. O único documento realmente válido para os animais é o pedigree, emitido pela Confederação Brasileira de Cinofilia e que pode ser solicitado no Kennel”, afirma.

O pedigree é um certificado de registro para animais de raça pura. O documento serve como garantia de que um animal apresenta todas as características da raça a qual pertence e consta informações como nome do criador, do canil, dos pais e data de nascimento. Atualmente existem 350 raças reconhecidas.

Para emitir o certificado de pureza racial, é necessário que técnicos analisem se o animal tem todas as características próprias da raça. Caso fique comprovado, um recibo provisório é entregue ao tutor até que, de dois a três meses, a Confederação entregue o documento definitivo, que custa R$ 40,00.
Fonte: Diário de Pernambuco

 

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

PORTO INSEGURO - O NOVO COMENTÁRIO DE JALON CABRAL

PORTO INSEGURO

Os transatlânticos já estão aportando em Jaraguá. É sinal que o verão já está aí. O nosso porto acanhado, sem estrutura, sem um terminal de desembarque digno e seguro para recepcionar os visitantes, talvez seja o mais precário do país. E o pior é que, apesar das promessas políticas de épocas passadas de que o porto de Maceió seria modernizado, o terminal de passageiros não existe, o que é uma vergonha. Os turistas chegam e encontram apenas algumas tendas sem pessoas capacitadas para recepcioná-los. Quanta pobreza, quanta humilhação para quem nos visita. A administração do porto de Maceió precisa saber que o turista merece respeito, é ele quem vai divulgar as nossas belezas lá fora e deixar algum dinheiro por aqui. O porto de Maceió precisa da sua estação de passageiros com urgência, caso contrário será sempre esse porto inseguro que já estamos acostumados a ver.

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

VIRA-LATA É O PRIMEIRO CACHORRO A ESCALAR O EVEREST

Rupee, o filhote vira-lata resgatado de um lixão na Índia que se tornou o primeiro cão do mundo a escalar o Monte Everest, com saddhus (homens sagrados hindus), em Katmandu (Nepal). Foto: worldwooftour.com/AFP/Arquivos Joanne Lefson


Um filhote vira-lata resgatado de um lixão na Índia se tornou o primeiro cão do mundo a escalar o Monte Everest, anunciou sua dona nesta quarta-feira.

A ex-jogadora de golfe profissional Joanne Lefson contou à AFP que adotou o cachorro de 11 meses, chamado Rupee, na cidade indiana de Leh, em setembro passado, e decidiu levá-lo com ele aventura ao Everest.

A dupla iniciou a "Expedição Vira-Lata Everest 2013" na cidade himalaia de Lukla, em 14 de outubro, com o objetivo de conscientizar as pessoas para os problemas dos cachorros abandonados e promover sua adoção.

Eles completaram o o desafio 13 dias depois, o que foi descrito por Lefson no Facebook como "um passo gigante para os caninos".

"Estou muito orgulhosa de Rupee. Achei que teria de carregá-los alguns dias, mas, ao contrário, ele assumiu a liderança e acabou me puxando", contou a dona.

Quando ela encontrou o filhotinho no lixão indiano, ele estava desidratado e quase morrendo.

"Ele era muito magrinho, parecia que não comia ou bebia água há dias. Eu não podia deixá-lo lá para morrer", disse ainda.

Lefson tratou de Rupee e o colocou numa dieta de proteína. Depois, com autorização do veterinário, resolveu embarcar na expedição. Rupee não teve problemas em se ajustar à alta altitude ou sua primeira experiência com a neve.

"Ele amou a neve, até comeu, e, se eu deixasse, queria dormir sobre ela", afirmou Lefson.

As fotografias postadas no Facebook mostram o cachorro junto a monges hindus em Katmandu e brincando com crianças numa cidade do Himalaia.

"Espero que esta conquista leve as pessoas a serem mais gentis com os animais. Precisamos entender que toda vida é importante", disse ainda.

Lefson também vai lançar um livro dedicado a seu antigo cachorro, Oscar, que iria originalmente acompanhá-la na expedição, mas morreu meses antes de iniciá-la.

Fonte: 

AFP
 - Agence France-Press

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

ROMILDO FREITAS ESTÁ DE VOLTA AO RÁDIO ALAGOANO

Foto publicada no blog do Jalon Cabral


Desde os anos 60 que acompanho a carreira do comunicador Romildo Freitas. Tive o imenso prazer de trabalhar com Romildo na Rádio Gazeta, quando a mesma tinha seus estúdios localizados no centro de Maceió, mais precisamente na Rua do Comércio. Naquela época Romildo Freitas abria a programação da emissora da Organização Arnon de Mello com o seu famoso programa “Forrobodó”. Romildo passou uma temporada longe do microfone, voltando a residir na sua cidade natal, João Pessoa. Mas a saudade do microfone  fez o comunicador voltar a atuar no rádio alagoano, atendendo a um chamado do atual diretor geral da Rádio Difusora de Alagoas, Ednaldo (Dinho) Vasconcelos. Por essa razão fico feliz com o retorno do amigo. Desde o último sábado (2) Romildo está de volta, agora todos os sábados das 16 às 19 horas com o “Forrozão”, muito forró pé de serra e convidados especiais. Melhor seria para o ouvinte se o referido programa fosse apresentado diariamente. Fica a sugestão.Sucesso Romildo!!!

domingo, 3 de novembro de 2013

SANTA CRUZ ELIMINA O BETIM E CONQUISTA ACESSO PARA A SÉRIE B NO CENTENÁRIO



Corais passaram para às semifinais da Série C vencendo no Arruda por 2x1 e agora enfrentam a Luverdense-MT


Foto: Guga Matos/JC Imagem


Foram seis anos de ausência das principais séries do Campeonato Brasileiro, penando nas Terceira e Quarta Divisões. Mas o inferno astral acabou. Na tarde deste domingo, 3 de novembro de 2013, o Santa Cruz venceu o Betim-MG por 2x1 e conquistou o acesso para a Série B da próxima temporada, quando estará comemorando 100 anos de fundação.
O resultado classificou os tricolores para as semifinais da Série C, uma vez que a equipe já havia vencido o Betim por 1x0 no interior de Minas Gerais. Agora, o Santa luta pelo título da competição. O próximo mata-mata será contra a Luverdense-MT, que também garantiu o acesso. Na outra perna, disputam vaga na final Sampaio Corrêa-MA e Vila Nova-GO.

No confronto deste domingo, os corais adotaram postura defensiva no início e deram campo para os adversários. O Betim cirou boas chances sobretudo no início. Quando necessário foi, o goleiro Thiago Cardoso apareceu para garantir o resultado.

Mas, aos 12 minutos do segundo tempo, a tensão diminuiu. O atacante André Dias recebeu a bola livre de marcação dentro da área e mandou para o fundo das redes.

A torcida, que compareceu em massa e lotou o Arruda, fez muita festa antes da partida e soltou o grito depois do 1x0. Naquele momento, o Betim precisava virar o confronto para passar.

Mas o nervosismo voltou por completo aos 19 minutos, quando Max empatou, de cabeça. Depois foram 23 minutos de agonia até o atacante Flávio Caça-Rato, o maior xodó da torcida, marcou o gol da vitória e garantiu de vez o acesso.


Fonte: JC Online

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

OS NOVOS COMENTÁRIOS DE JALON CABRAL

GUERREIROS

Os artesãos alagoanos estão sendo desrespeitados já há algum tempo pelas autoridades do turismo em nossa cidade. Comercializavam tranquilos na orla da Jatiúca, no Cheiro da Terra, porém um incêndio até hoje não desvendado obrigou aqueles comerciantes a abandonar o local. Foram provisoriamente deslocados para o antigo Alagoinhas na praia da Pajuçara, onde passaram pouco tempo. Despejados foram transferidos para a praia da Avenida. As incompetentes autoridades que se acham donas do patrimônio público determinaram a saída dos artesãos daquele local e os relocaram em uma pequena faixa da Praça Sinimbu ao lado de uma feira de carros usados, numa inequívoca falta de respeito a quem quer apenas trabalhar honestamente. Alí, na Sinimbu, praça abandonada, fétida e nojenta eles estavam passando necessidade porque ali, sem estrutura, sem segurança e sem o apoio dos fracos órgãos de turismo do estado, não estava dando certo. Foi indicado o Corredor Vera Arruda, que também não deu certo. Agora os artesãos denominados “Guerreiros Alagoanos” estão sendo transferidos para a praça Dois Leões em Jaraguá. Prefeito os “Guerreiros” merecem respeito, os turistas estão chegando e os artesãos precisam trabalhar. Chega de tanta incompetência desses "comem e dormem".


VIVA O BURACO

É impressionante a quantidade de buracos que inferniza Maceió. Tem buraco de todos os tamanhos e formas. Tem buraco gigante, buraco grande, buraco médio e buraco pequeno. Tem buraco redondo, buraco quadrado e buraco oval. Tem buraco claro, buraco escuro e buraco penumbra. Todos enxergam os buracos que estão presentes em toda a cidade. Menos o prefeito. Escolha o seu. Ele poderá ser o buraco mais bonito de Maceió. A prefeitura colabora.

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

ATENÇÃO PERNAMBUCO:JUSTIÇA ELEITORAL ALERTA SOBRE GOLPE DA BIOMETRIA



Eleitores recebem telefonemas, emails e até visitas de pessoas que se passam por agentes do TRE-PE para obter dados para o recadastramento biométrico

Eleitores do Recife e dos municípios onde está havendo recadastramento biométrico devem ficar atentos ao “golpe da biometria”. Por meio de telefonemas, emails e até visitas presenciais, golpistas se passam por agentes da Justiça Eleitoral e solicitam dados como o número do CPF, da identidade e até o endereço do eleitor. “Soubemos do golpe porque uma senhora ligou reclamando que ainda não havíamos entrado em contato com ela para fazer a biometria.

Um outro eleitor ligou para se certificar de que era o Tribunal que havia feito a ligação. A partir daí descobrimos que se tratava de golpe”, explica a coordenadora da revisão de cadastro biométrico do Tribunal Regional Eleitoral do Recife (TRE-PE), Raquel Salazar.

Segundo Raquel, o primeiro golpe foi o do email, seguido do telefonema e da visita às casas. Por email, o eleitor é “convocado” a atualizar os dados através de um cadastro. Caso não preencha, o aviso da mensagem alerta que ele pode correr o risco de ter o título cancelado.

“O único email que enviamos ao eleitor é para lembrá-lo sobre a data da biometria. Este email do eleitor nós coletamos na hora em que ele faz o agendamento pelo site”, esclarece a coordenadora.

Já por telefone, os golpistas pedem os números da identidade (RG), do Cadastro de Pessoa Física (CPF) e outras informações. Em alguns casos, até o endereço da residência é solicitado e os falsos agentes podem visitar o eleitor com a justificativa de fazer a revisão.

“Desconfiei quando ligaram pedindo os números do CPF e RG, mas mesmo assim forneci. Só quando pediram meu endereço achei que a ligação era estranha”, disse a comerciante Maria Teresa.

A coordenadora alerta que a Justiça Eleitoral não vai à casa dos eleitores para fazer a revisão, porque são os eleitores que devem comparecer aos postos para fazê-lo. Segundo ela, “o máximo que o tribunal eleitoral pode fazer para se aproximar do eleitor é promover uma ação itinerante, como as que vêm sendo feitas aos sábados em postos de alguns municípios para agilizar o processo da biometria”.

Nos últimos quatro meses, o TRE-PE recebeu 10 reclamações sobre o golpe. Mas, segundo a coordenadoria de cadastro biométrico, a quantidade foi suficiente para preocupar o tribunal. Para evitar os golpes, o TRE-PE tomou a providência de colocar um alerta na página http://www.tre-pe.jus.br/ .

“Quando o golpe começou, há quatro meses, a situação era bem pior, mas agora, depois do aviso no site, tem diminuído as reclamações”, frisa Raquel.

O eleitor que for vítima do golpe deve procurar a polícia e fazer um Boletim de Ocorrência (BO). O TRE-PE frisa que não autoriza agentes ir à casa dos eleitores, não faz o recadastramento biométrico por meio de telefone ou email nem autoriza nenhuma outra instituição ou parceiro a fazê-lo em seu nome.

POSTOS DE RECADASTRAMENTO

10 postos fazem o atendimento no Recife:

- Juizado Especial da Imbiribeira;
- CAEC, na Praça das Cinco Pontas, 241- São José;
- Central de Areias, na Av. Dr. José Rufino, 1643, sala 11
- Areias;
- Central do Fundão, na Rua Cel. Urbano Ribeiro de Sena, 76
- Fundão;
- Posto da UFPE, no Teatro da Universidade Federal, na Cidade Universitária;
- Fórum Rodolfo Aureliano, na Joana Bezerra;
- Expresso Cidadão do Shopping Rio Mar, na Av. República do Líbano - Pina;
- Posto do TRE Rui Barbosa, na av. Rui Barbosa, 320 - Graças;
- Posto do TRT, no Cais do Apolo;
- Posto da Câmara dos Vereadores, na rua Princesa Isabel.

*Nos municípios do interior o funcionamento é no próprio cartório.

*O atendimento é feito por agendamento, por meio da internet ou telefone, visando proporcionar maior conforto ao eleitor.

domingo, 20 de outubro de 2013

CÃES E GATOS DEVEM OU NÃO COMER COMIDA CASEIRA?

Livros de receita gourmet e comida congelada são tendência em outros estados. Veterinários, no entanto, recomendam ração.

Marie é alérgica a trigo, soja, cenoura e grama e precisa se alimentar de arroz integral e carnes preparadas diariamente. Foto: Bruna Monteiro/Esp.DP/D.A Press


Mariana Fabrício - Diario de Pernambuco

Um dos assuntos que mais causam dúvidas entre o tutores é a alimentação dos pets. Uma das maiores proibições ou recomendações contrárias dos veterinários é fornecer alimentos caseiros para cães e gatos, mas estados como Rio de Janeiro e São Paulo é tendência chefes de cozinha se juntarem a veterinários e nutricionistas para elaborar pratos gourmet ou receitas caseiras que serão servidas aos cães. Mesmo sendo bastante discutida, as consequências de dividir o que se gosta de comer com o animal não é questão unânime entre especialistas.

Grande parte das receitas vem do livro Cão Gourmet: Receitas caseiras e saudáveis para seu cão, escrito por Myrian Abicair. Algumas empresas que produzem comida congeladas também surgiram com o mesmo fim. Os pratos mais famosos são almondegas, panetone e risoto vegetariano. Os ingredientes são diversos, mas a promessa é a mesma: oferecer comida saudável como petisco ou complemento alimentar. Cada prato é comercializado por preços em torno de R$20,00 e a apresentação é item essencial.

De acordo com veterinário e professor da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) Marcelo Teixeira, a comida humana não deve substituir a ração, já que esta contém aquilo que o organismo do animal precisa absorver. "As necessidades entre animais e humanos são diferentes, então não é recomendado servir a eles o mesmo que comemos. Cada nutriente deve ser ingerido na quantidade adequada para ambos. Se a comida se adequar ao que o organismo do cão precisa, pode servir de prêmio, agrado ou apenas um complemento sem fazer parte da dieta diária do animal, sem substituir a ração", opina.

Marcelo ainda acrescenta que corante, sal em excesso, temperos e conservantes devem ser evitados. Caso sejam ingeridos, podem causar reações como alergias, vômito, problemas na pele ou diarréia. "Se a alimentação é balanceada, ele vai estar nutrido. Então ingerir o que não é indicado pode prejudicar a saúde. Caso seja preciso, o indicado é criar uma alternativa saudável à base de alimentos frescos e que possam inclusive colaborar no controle do peso dos animais, bem como, agir como coadjuvante em tratamentos (a exemplo de alergias alimentares")", explica.

Já a veterinária especializada em alergia alimentar do Hospital Harmonia, Sintia Valadares, afirma que na dieta animal podem ser incluídas comida de panela ou até, em alguns casos, pode ser recomendado que a ingestão exclusiva deste tipo de alimento. "Uma das doenças mais comuns entre os bichos é a hiper-sensibilidade alimentar, que provoca reações adversas pela ingestão ou pelo contato com determinadas proteínas. Sendo assim, podem ser desenvolvidas alergias a carnes, soja, cenoura, entre outros ingredientes. A recomendação então é colocar uma ração específica para cada caso ou administrar comida caseira", diz.

Segundo Sintia, casos de hiper-sensibilidade alimentar representam cerca de 80% dos casos que chegam diariamente em seu consultório. Marie, uma cadela da raça Lhasa Apso, está entre esse número. Há oito meses a cachorra que hoje tem quatro anos, ficou com as pálpebras inchadas ao comer pedaços de carne assada. Seu tutor, o representante comercial Paulo Henrique, de 60 anos, recorreu a diversos veterinários até encontrar o diagnóstico correto. "Em julho ela começou a apresentar esse sintoma e a primeira coisa que fiz foi consultar um veterinário sobre o caso. Fui a vários, mas nenhum acertava. Um aconselhou retirar a pálpebra, já outro afirmou que ela estava com leishmaniose. Foi então que a levei para doutora Sintia e ele realizou o teste que acusou a alergia", conta.

Alérgica a trigo, soja, cenoura e grama, Marie ficou impossibilitada de comer ração, já que em todos os tipos são encontrados alguns desses ingredientes. Além do tratamento que faz com antialérgicos, ela se alimenta com arroz integral, peru, frango e cordeiro, preparados diariamente sem tempero, apenas com água e pouco sal. Apesar da mudança, Paulo afirma que o orçamento diminuiu. "Atualmente gasto cerca de R$38,00 por mês para comprar os novos ingredientes, enquanto gastava na faixa de R$80,00 com a ração que durava 20 dias", compara.

Sobre o consumo deste tipo de alimento Sintia Valadares destaca que as guloseimas e o excesso são os grandes vilões. "O que amedronta é a possibilidade de o tutor dividir tudo aqui que come com seu pet. Isso não é indicado e pode ocasionar obesidade. Agora, se o indicado for administrar esse tipo de alimento é necessário um preparo exclusivo e balanceado, sem componentes nocivos. O indicado é utilizar óleos de soja ou de canela, água e pouco sal, para tornar o alimento saudável e sem risco", aconselha.