quinta-feira, 2 de agosto de 2012

ABANDONADOS POR TRAFICANTES, PAPAGAIOS OCUPAM SUL




Um visitante diferente tem ganhado espaço em pleno cenário urbano e chamado a atenção dos moradores de Porto Alegre e de outras cidades do Rio Grande do Sul.
É o papagaio verdadeiro, ave típica das regiões Norte e Nordeste que tem sido encontrada com frequência no Sul.
O fato alertou os órgãos ambientais. Segundo o Ibama, essas aves não costumam fazer migrações. A suspeita é que tenham sido alvos de tráfico de animais.
Em Porto Alegre, o Ibama e a prefeitura iniciaram um censo, há dois meses, para calcular o número e estudar o comportamento e a adaptação das aves à cidade.
A estimativa inicial é de cerca de 300 papagaios na capital gaúcha. "Há alguns anos, nem registro de papagaio na cidade tínhamos", diz o chefe do núcleo de fauna do Ibama-RS, Paulo Wagner.
Já foram registrados 25 pontos onde as aves mais aparecem. A maioria se concentra em bandos e fica no topo de árvores frutíferas de ruas e praças. Outras cidades, como Caxias do Sul, também registram o fenômeno.
"O aparecimento deles não é natural. Esses papagaios são sobreviventes dos sobreviventes. São uma minoria que resistiu a um processo de tráfico e, em seguida, foi abandonada ou fugiu", diz Wagner.
Ainda de acordo com ele, a maioria das aves não tem a anilha, tipo de anel usado para controle quando são vendidas ilegalmente.
Segundo a coordenadora do programa de fauna silvestre da prefeitura de Porto Alegre, Soraia Ribeiro, a presença destas aves no cenário urbano ameaça espécies nativas.
"Por ser uma espécie exótica, eles se comportam como competidores. O passarinho daqui que quer chegar perto de uma árvore não tem nenhuma chance", afirma.
Após o censo, a ideia é capturar as aves e realocá-los no habitat de origem, em áreas verdes de Estados como Piauí, Maranhão, Tocantins e Bahia. (NATÁLIA CANCIAN)
Fonte: uol

Nenhum comentário:

Postar um comentário