quinta-feira, 28 de junho de 2012

GATOS, OS ANIMAIS DA VEZ

Minha gatinha, Bruna Uchôa,  com seu gatão Tom

          Os bichanos estão cada dia mais com espaço na casa dos brasileiros.
Com a rapidez e praticidade do mundo moderno, as famílias estão sofrendo constantes modificações. Dentro delas, a escolha do seu animal de estimação. Apartamentos cada vez menores, jornada muito longa de trabalho, são fatores que fazem com que amantes de bichos pensem muito bem antes de tê-los. E, nos últimos anos, especialmente um tem chamado atenção: o gato. O bichano apresenta a vantagem para muitos por ser praticamente independente, facilitando a vida de seus donos. Segundo a médica veterinária Érica Santiago, quanto mais sozinho o gato for, melhor para ele.
E por levar esse estilo de vida mais solto, os cuidados são bem específicos. Enquanto um cachorro deve ter uma alimentação regrada e pontual, por exemplo, os gatos chegam a se alimentar até 12 vezes ao dia. O ideal, de acordo com os veterinários, é apenas fornecer ração ao animal.“Além disso, uma das coisas mais importantes para os felinos é a higiene. Para eles, o lugar escolhido para fazer suas necessidades deve estar limpo de forma impecável”, explica a veterinária. “E acredite, eles são muito temperamentais”, avisa. Caso não julguem o ambiente apropriado, farão em outro lugar como forma de protesto. 
Para a estudante de jornalismo Tássia Rebelo, a forma de enxergar os animais mudou depois que o fofíssimo Binx a cativou. Ela que preferia declaradamente os cães, foi tomada de paixão ao vê-lo em um blog para adoção. “Ele ainda era um bebê quando o adotei. Hoje ele já tem dez meses. Só agora eu entendo as pessoas que são apaixonadas por gatos”, diz. E quando questionada sobre as vantagens de ter um gatinho, ela é bem direta: “Ele não bagunça a casa como um cachorro, não morde as pessoas que chegam em casa. É muito mais tranquilo”, afirma.
Já com todas as dicas e estratégias na ponta da língua, a estudante de ciência política, Laura Araújo, 22 anos, sempre foi apaixonada por gatos. Desde pequena, quando a maioria das crianças adorava cachorros, ela se apaixonou por uma gata que vivia abandonada em seu prédio. O xodó por Lua, primeira gata da moça, cativou todos da família. “Ela sempre foi bem dócil, bem na dela, mas gostava muito de carinho”, diz. Após 10 anos, a gatinha faleceu, e ela adotou o seu atual amor, a gatinha Nick. “Gatos são ótimos companheiros, ao contrário do que muitos pensam. Tenho paixão por eles”, comenta.
fonte: internet               
                                   

Nenhum comentário:

Postar um comentário