segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

BBB-11 E A OPINIÃO DE LUIS FERNANDO VERÍSSIMO


Usar após assistir o BBB
(Luiz Fernando Veríssimo)
Que me perdoem os ávidos telespectadores do Big Brother Brasil (BBB), produzido e organizado pela nossa distinta Rede Globo, mas conseguimos chegar ao fundo do poço...A décima primeira (está indo longe!) edição do BBB é uma síntese do que há de pior na TV brasileira. Chega a ser difícil,... encontrar as palavras adequadas para qualificar tamanho atentado à nossa modesta inteligência.  Dizem que em Roma, um dos maiores impérios que o mundo conheceu, teve seu fim marcado pela depravação dos valores morais do seu povo, principalmente pela banalização do sexo. O BBB é a pura e suprema banalização do sexo. Impossível assistir, ver este programa ao lado dos filhos. Gays, lésbicas, heteros... todos, na mesma casa, a casa dos "heróis", como são chamados por Pedro Bial. Não tenho nada contra gays, acho que cada um faz da vida o que quer, mas sou contra safadeza ao vivo na TV, seja entre homossexuais ou heterosexuais. O BBB é a realidade em busca do IBOPE..  Veja como Pedro Bial tratou os participantes do BBB. Ele prometeu um "zoológico humano divertido" . Não sei se será divertido, mas parece bem variado na sua mistura de clichês e figuras típicas. Pergunto-me, por exemplo, como um jornalista, documentarista e escritor como Pedro Bial que, faça-se justiça, cobriu a Queda do Muro de Berlim, se submete a ser apresentador de um programa desse nível. Em um e-mail que recebi há pouco tempo, Bial escreve maravilhosamente bem sobre a perda do humorista Bussunda referindo-se à pena de se morrer tão cedo. Eu gostaria de perguntar, se ele não pensa que esse programa é a morte da cultura, de valores e princípios, da moral, da ética e da dignidade. Outro dia, durante o intervalo de uma programação da Globo, um outro repórter acéfalo do BBB disse que, para ganhar o prêmio de um milhão e meio de reais, um Big Brother tem um caminho árduo pela frente, chamando-os de heróis. Caminho árduo? Heróis?  São esses nossos exemplos de heróis? Caminho árduo para mim é aquele percorrido por milhões de brasileiros: profissionais da saúde, professores da rede pública (aliás, todos os professores), carteiros, lixeiros e tantos outros trabalhadores incansáveis que, diariamente, passam horas exercendo suas funções com dedicação, competência e amor, quase sempre mal remunerados.. Heróis, são milhares de brasileiros que sequer têm um prato de comida por dia e um colchão decente para dormir e conseguem sobreviver a isso, todo santo dia. Heróis, são crianças e adultos que lutam contra doenças complicadíssimas porque não tiveram chance de ter uma vida mais saudável e digna. Heróis, são aqueles que, apesar de ganharem um salário mínimo, pagam suas contas, restando apenas dezesseis reais para alimentação, como mostrado em outra reportagem apresentada, meses atrás pela própria Rede Globo. O Big Brother Brasil não é um programa cultural, nem educativo, não acrescenta informações e conhecimentos intelectuais aos telespectadores, nem aos participantes, e não há qualquer outro estímulo como, por exemplo, o incentivo ao esporte, à música, à criatividade ou ao ensino de conceitos como valor, ética, trabalho e moral.  E ai vem algum psicólogo de vanguarda e me diz que o BBB ajuda a "entender o comportamento humano". Ah, tenha dó!!!  Veja o que está por de tra$$$$$$$$$$$$$$$$ do BBB: José Neumani da Rádio Jovem Pan, fez um cálculo de que se vinte e nove milhões de pessoas ligarem a cada paredão, com o custo da ligação a trinta centavos, a Rede Globo e a Telefônica arrecadam oito milhões e setecentos mil reais. Eu vou repetir: oito milhões e setecentos mil reais a cada paredão. Já imaginaram quanto poderia ser feito com essa quantia se fosse dedicada a programas de inclusão social: moradia, alimentação, ensino e saúde de muitos brasileiros?  (Poderiam ser feitas mais de 520 casas populares; ou comprar mais de 5.000 computadores!)  Essas palavras não são de revolta ou protesto, mas de vergonha e indignação, por ver tamanha aberração ter milhões de telespectadores. Em vez de assistir ao BBB, que tal ajudar os irmãos atingidos pelas enchentes na região serrana do Rio? ler um livro, um poema de Mário Quintana ou de Neruda ou qualquer outra coisa..., ir ao cinema..., estudar... , ouvir boa música..., cuidar das flores e jardins... , telefonar para um amigo... , visitar os avós... , pescar..., brincar com as crianças... , namorar... ou simplesmente dormir.  Assistir ao BBB é ajudar a Globo a ganhar rios de dinheiro e destruir o que ainda resta dos valores sobre os quais foi construída nossa sociedade.

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

SE DEPENDESSE DELAS, JÁ ESTARIAM DE VOLTA AO RECIFE



Na foto ao lado a nossa querida sobrinha Vyvian  e  sua mãe,  minha  querida cunhada Vasti, irmã da Zilma. Residem no Rio de Janeiro, mais precisamente em Nova Iguaçu. Mas  a saudade do Recife é muito grande e se fosse pela vontade da Vasti elas já estariam de volta à capital pernambucana. Além da Vyvian,  Vasti ainda tem o Cleyvison e a Kênia, já com famílias constituídas no Rio. O danado é que o Rosalvo (chefe da família) não quer deixar a cidade maravilhosa (?) para voltar ao Recife...E o jeito é usar o telefone vez em quando, para matar a saudade da parentada que  está na capital pernambucana, ou trocar fotos pela internet para derramar algumas lágrimas. Não é isso mesmo, Vasti?

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

ENCONTRO DOS SEX's (sexagenários kkkkkk)



Um brinde pelo encontro de três amigos

Brincadeiras à parte, neste último domingo, conforme havia planejado, fui dar um passeio em Maceió, para o encontro que havia sido marcado com Pedro Macedo e o Roberto Santos. Com o Pedro eu mantenho sempre contato, por e-mail ou  por telefone, mas com o Roberto foi diferente, uma vez que, segundo ele próprio me disse, a última vez que nos vimos foi lá pelos anos  70,  não sei bem, quando ele fazia parte da Tv Jornal do Commercio – Recife. Sinceramente não lembro do momento, mas o Roberto o descreveu com pormenores até. Foi justamente nessa época que eu me transferi  pela segunda vez para Maceió, assumindo a direção de programação da Rádio Gazeta,ainda na rua do Comércio. Mas vamos falar do nosso encontro do domingo: o ”encontro dos sex’s”.  Ao chegar a Maceió, o Pedro Macedo,com a gentileza que lhe é peculiar, já me aguardava na rodoviária e de pronto ligou para Roberto Santos que foi ao nosso encontro. Mais gordo, cabelos brancos como neve e um vozeirão que faz falta ao rádio alagoano,assim reencontrei o Roberto. Dalí partimos para a Ponta Verde e aportamos no Pedra Virada...Entre uma cerveja e outra o assunto não poderia ser outro: rádio...Falamos do rádio de ontem e do rádio de hoje. Lembramos momentos vividos em épocas passadas, dos amigos que participaram conosco de grandes momentos no rádio alagoano, inclusive daqueles que já se foram. Nossas “gafes”, nossos  programas, das “broncas” do Zé Barbosa, enfim foi um papo agradável e que, por força dos nossos compromissos teve que ser interrompido quando já estávamos passando das 13 horas. Nos despedimos com  a certeza de que outros encontros poderão acontecer, quando novos momentos serão revividos se Deus quiser. Obrigado aos dois amigos, Pedro Macedo e Roberto Santos, por  terem me proporcionado aqueles instantes agradáveis e apreciar,mais uma vez,  as belezas da nossa linda Ponta Verde. Retornei a Palmeira dos Índios com saudade dos bons momentos que vivi com a  minha família ali, naquela linda praia. As fotos registram o nosso encontro.
Rômulo Uchôa e Roberto Santos


Posando para o click de Pedro

sábado, 22 de janeiro de 2011

CARNAVAL 2011 - OVO DA MADRUGADA

Bloco "Ovo da Madrugada" de Penedo-Alagoas
É isso mesmo: o Recife tem o “Galo da Madrugada”, Maceió tem o “Pinto da Madrugada”... Localizada no extremo sul de Alagoas, às margens do Rio São Francisco, Penedo, uma das mais bonitas e antigas cidades históricas brasileiras não poderia ficar atrás e em 2009 lançou o “Ovo da Madrugada”. Animado por quatro orquestras de frevo, duas locais, uma de Traipu e a outra de Piaçabuçu, a expectativa é repetir o sucesso dos dois últimos anos. O desfile é organizado pela Agremiação Penedense Carnavalesca. Os organizadores da agremiação encomendaram três mil camisas para este ano, material comercializado para custear parte da produção da festa que já faz parte do calendário das prévias de Momo em Alagoas.O bloco mais democrático da cidade histórica sai às ruas no próximo dia 19 de fevereiro.

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

PÂNICO NA TV LIDERA LISTA DE DENÚNCIAS

Equipe do "Pânico na TV"
O programa "Pânico na TV!", exibido pela RedeTV!, lidera a lista de denúncias de telespectadores recebidas pela Câmara dos Deputados. No ranking, divulgado no último dia 7 deste mês, figuram também o "Se liga Bocão", da TV Itapoan, afiliada da Rede Record, "Brasil Urgente", da TV Bandeirantes, "A Fazenda", da Rede Record, e "Chumbo Grosso", um programa regional de gênero policial exibido pela TV Goiânia, afiliada à Rede Bandeirantes. A divulgação da lista faz parte de uma campanha da Câmara contra a baixaria da televisão. Desde maio de 2010, quando foi divulgado o último ranking, foram recebidas 898 denúncias de telespectadores, no site http://www.eticanatv.org.br/ e no Disque Câmara (0800 619 619). A décima edição do "Big Brother Brasil" liderou o ranking divulgado em maio. Segundo a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara, todas as denúncias fundamentadas são encaminhadas ao Ministério Público e ao Ministério da Justiça, para providências.

Nota do blog: Leiam, agora, um dos comentários publicados sobre o assunto. O "Pânico na Tv" já deve ter perdido a liderança.

• HANNALE
"Esse posto no topo das baixarias, ocupado pelo Pânico, tem vida curta. Assim que começar o BBB 11, o trono será ocupado por esse programa, pura aberração, um insulto `a inteligência de qualquer telespectador medianamente inteligente. Tenho profunda pena daqueles que perdem seu tempo assistindo às besteiras desse programa, enquanto a televisão que transmite ganha rios de dinheiro, com as cotas de patrocínio. Já começaram a divulgar fotos dos participantes quase sem roupas e agora aparece uma que se diz transexual. É só aguardar o que vem por aí. Essa Globo é tão cara de pau, gosta de criticar as baixarias dos outros, como se seus programas e novelas transmitissem alguma coisa aproveitável."
Usar após assistir o BBB-11

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

ALGUMAS FOTOS DA FORMATURA DE BIANCA GABRIEL

Bianca Gabriel e Ivson Uchôa

Bianca entre colegas formandas

Bianca Gabriel
A formatura foi ontem, (18)  e  hoje já recebí algumas fotos da Bianca.

Bianca e seu pai empresário Carlos Gabriel

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

HOJE (18), SERÁ A FORMATURA DE BIANCA GABRIEL



Bianca Gabriel, nossa querida afilhada

O COMEÇO:
Estávamos no ano de 1987 eu, minha esposa Zilma e nossos filhos David (com 7 anos) e Diego (com 5 anos) residindo em Maceió, no bairro do Farol. Verônica,  sobrinha da Zilma, chega com sua filha a paraense Bianca, recém nascida, para passar alguns meses conosco. Como já estávamos aguardando com ansiedade aquela  visita, preparamos um quarto especial em nossa casa, para a Bibi e sua mãe, com direito a berço e tudo mais necessário  ao conforto das duas. Passados alguns anos, recebemos o honroso convite para batizar a Bianca, o que aconteceu na Igreja de Mosqueiro, em Belém do Pará.
24 ANOS DEPOIS
O tempo passou rápido demais. Hoje,18 de janeiro de 2011, vemos a nossa querida afilhada formando-se pela IESAM – Instituto de Estudos Superiores da Amazônia com habilitação de relações públicas, juntamente com suas 51 colegas.  A festa será no Hotel Sagres,localizado na Avenida José Malcher,em Belém às 20 horas. Daqui de longe nós mandamos um grande beijo e os votos de muitas felicidade para a nossa querida Bianca Gabriel. Seja muito feliz Bibi e lembre-se sempre que seu padrinho e sua madrinha continuam lhe amando e torcendo sempre  por você.
Bianca Gabriel e parte das 52 formandas do IESAM




segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

ACREDITE SE QUISER



O gatinho Sal Esposito parece assustado com o caso, não?

Terminei a semana com a gatinha Alzira e recomeço uma nova com o gato Sal Esposito. A notícia é internacional. Leiam:

“Justiça dos EUA intima gato para participar de juri .Sal Esposito foi intimado para compor um júri popular em Boston, nos EUA. O problema é que Sal é um gato.
Os donos do animal entraram com pedido para anular a intimação, mas a justiça negou a solicitação.
Segundo Guy e Anna Esposito, donos de Sal, a confusão começou quando eles registraram o gato como um membro da família no último censo. Anna Esposito incluiu Sal no trecho dedicado a "animais de estimação". "Eu apenas escrevi 'Sal Esposito', risquei a palavra 'cão' e escrevi 'gato'", diz.
O gato Sal deverá comparecer ao tribunal do condado de Suffolk no próximo dia 23 de março. Se não houver a anulação do pedido, Anna diz que ela simplesmente terá que levar o animal até a corte.”

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

UMA MENSAGEM RECEBIDA POR E-MAIL


Roberto Santos
Caro Rômulo,

Não espero que você se lembre de mim, mas eu me recordo muito bem de você, a quem aprendi a admirar desde a época em que eu trabalhava na TV Jornal do Commércio, como locutor off. Meu nome é Roberto Santos, fui radialista (dizem que quem foi, nunca deixa de ser) aqui em Maceió, e quando fui para Recife, para estudar, o Januário Procópio conseguiu com Goulart de Andrade, na época diretor da Tv JC, uma vaga para mim. Fiquei fazendo o horário de encerramento, das 19:00 às 24:00. Quando eu fui para o Recife, algum tempo depois você veio para Maceió. Agora, fico feliz com a notícia de que você está mais uma vez no meio radiofônico, em Palmeira dos Indios. Ganha o rádio alagoano, com a competência profissional que você acumulou ao longo da vida e ganha você também, ao voltar à ativa. Há algum tempo que eu já tinha falado com o Pedro Macedo que gostaria de entrar em contato e ele me estimulou a fazê-lo. Assim, aproveitando a época propícia, quero desejar-lhe um Feliz Ano Novo e desejar que em algum momento a vida nos propicie um encontro pessoal, quando terei o prazer de abraçá-lo.
Roberto Santos


Minha resposta:
Meu caro Roberto Santos...
Acho que lembro de você sim, Roberto. Desculpe eu falar "acho",mas lembro que havia um ROBERTO SANTOS na Rádio Jornal,dono de um vozeirão...era você? Perguntei certa vez ao Pedro Macedo e ele me confirmou que era mesmo você, mas nunca tivemos oportunidade de um contato pessoal. Acho que isso será possível agora, que estou mais perto dessa querida Maceió e, vez por outra dou um pulinho pra rever os amigos, geralmente aos domingos...Quem sabe, poderemos agendar um encontro com a participação do grande amigo Pedro? Falarei isso com ele,pois estamos sempre mantendo contato por e-mail e telefone. Olha, diz o ditado que "quem foi rei sempre será  majestade" e vai chegar a oportunidade de você voltar ao rádio,por que não? Bom, não quero tomar o seu tempo,até  porque poderemos deixar para uma boa conversar nos próximos dias.Vou acertar com o Pedro e depois confirmo com você. Aproveito para lhe informar que tenho um blog onde sempre falo dos amigos. Se quiser me dar a honra de acessá-lo eis o endereço: blogroromulouchoa.blogspot.com
Obrigado pelas suas palavras e prometa que a partir de agora manteremos contato sempre. Já lhe adicionei na lista dos meus "favoritos" e prepare-se para receber mensagens.
Um abraço e até breve.
Rômulo Uchôa




domingo, 9 de janeiro de 2011

UMA DUPLA DINÂMICA...NOS BONS TEMPOS DO RÁDIO ALAGOANO



Reinaldo Cavalcante (esquerda) -Pedro Macêdo (direita)      
Essa dupla já fez muito sucesso no rádio alagoano através da Rádio Gazeta AM,quando apresentava as audições do Gazeta de Alagoas no Ar, o mais conceituado noticioso à época. Hoje, Pedro Macêdo está afastado do rádio, por absoluta falta de tempo tendo em vista as suas atividades na Funcasal,  enquanto Reinaldo Cavalcante, segundo eu soube, está deixando de transmitir futebol,  mas continua firme no seu vitorioso “Hoje é dia de Praia”, pela Rádio Gazeta, sempre aos domingos, a partir das 10 da manhã. Um grande abraço aos dois. A foto  é recente: foi tirada no dia 7 de dezembro último, por ocasião do lançamento do livro do Arnoldo Chagas "O Agente Francês" Foi retirada do blog do meu amigo Jalon Cabral (desculpa Jalon, tá?) e submetida a uma pequena montagem. 

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

O SUCESSO CONSISTE EM NÃO FAZER INIMIGOS


Reproduzo, hoje, uma importante mensagem que recebi,escrita por Max Gehringer (*)
“Nas relações humanas no trabalho, existem apenas 3 regras:
Regra número 1:
Colegas passam, mas inimigos são para sempre. A chance de uma pessoa se lembrar de um favor que você fez a ela vai diminuindo à taxa de 20% ao ano. Cinco anos depois, o favor será esquecido. Não adianta mais cobrar. Mas a chance de alguém se lembrar de uma desfeita se mantém estável, não importa quanto tempo passe. Exemplo: Se você estendeu a mão para cumprimentar alguém em 1999 e a pessoa ignorou sua mão estendida, você ainda se lembra disso em 2009.
Regra número 2:
A importância de um favor diminui com o tempo, enquanto a importância de uma desfeita aumenta. Favor é como um investimento de curto prazo. Desfeita é como um empréstimo de longo prazo. Um dia, ele será cobrado, e com juros.
Regra número 3:
Um colega não é um amigo. Colega é aquela pessoa que, durante algum tempo, parece um amigo. Muitas vezes, até parece o melhor amigo. Mas isso só dura até um dos dois mudar de emprego. Amigo é aquela pessoa que liga para perguntar se você está precisando de alguma coisa. Ex-colega que parecia amigo é aquela pessoa que você liga para pedir alguma coisa, e ela manda dizer que no momento não pode atender. Durante sua carreira, uma pessoa normal terá a impressão de que fez um milhão de amigos e apenas meia dúzia de inimigos. Estatisticamente, isso parece ótimo. Mas não é. A Lei da Perversidade Profissional diz que, no futuro, quando você precisar de ajuda, é provável que quem mais possa ajudá-lo é exatamente um daqueles poucos inimigos. Muito cuidado ao tentar prejudicar um colega de trabalho; Amanhã ou depois você pode depender dele para alguma coisa!Portanto, profissionalmente falando, e pensando a longo prazo, o sucesso consiste, principalmente, em evitar fazer inimigos. Porque, por uma infeliz coincidência biológica, os poucos inimigos são exatamente aqueles que têm boa memória. "Na natureza não existem recompensas nem castigos. Existem conseqüências."
(*) Max Gehringer - é administrador de empresas e escritor, autor de diversos livros sobre carreiras e gestão empresarial.

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

CLÁUDIA RAIA DESCOBRE QUE TEM 10 QUILOS EM CADA PERNA

Cláudia Raia: 10 k em cada perna?

Todo mundo sabe que Claudia Raia tem um pernão. Mas, recentemente, a atriz conseguiu quantificar isso. Segundo a coluna de Ancelmo Gois, publicada no jornal "O Globo", Claudia passou por uma bateria de avaliações em uma clínica de estética no Rio e constatou que tem 10 kg em cada perna. É mole?
Fonte: Cada Minuto

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

UMA HOMENAGEM QUE GUARDO COM CARINHO E MUITO ORGULHO

Em 7 de junho de 2010,  meu ex-diretor e amigo Pedro Macedo, com quem tive a honra de trabalhar na Rádio Difusora de Alagoas, resolveu me homenagear, escrevendo no seu Jornal Cultural uma crônica com o título  “Palavras para Você”. O Pedro, através dessas crônicas, sempre presta  homenagem aos radialistas que se sobressaíram no rádio alagoano, assim como às pessoas que se destacam em vários setores nas  Alagoas. E eu fui um dos escolhidos pelo Pedro Macedo para receber esta homenagem, o que me deixou muito orgulhoso. Por isso resolvi publicar neste meu blog esta crônica, dividindo este orgulho com a minha família. Obrigado, amigo Pedro.
Por Pedro Macedo

Palavras para você Rômulo Uchôa Cavalcanti ainda jovem com 15 anos apenas frequentava a PRA-8 Rádio Clube de Pernambuco acompanhando seu irmão Uchôa Cavalcanti um dos locutores da emissora. Por conta disso tinha “livre trânsito” às suas dependências e fez amizade com o todo pessoal. Assistia a programas, tanto no auditório como nos estúdios e ficava entusiasmado com tudo aquilo que via e ouvia.
Essa presença constante fez com que um certo dia Oto Costa, da direção técnica da Rádio Clube, o chamasse para que lhe prestasse um favor, dar um recado para a Ceará Rádio Clube, em Fortaleza: “Atenção Ceará Rádio Clube...dentro de instantes o jogo entre Sport e Ceará será transmitido através da nossa onda curta.” Ao sair do estúdio o Oto Costa sentenciou: “Uchôa, você leva jeito pra coisa.” Valeu a oportunidade.
Para você cujo segundo contato com o microfone se deu, aos 17 anos, quando aluno do Colégio Leão XIII no ano de 1954 foi escolhido para comandar uma apresentação do colégio no programa de auditório “A Taba se Diverte”, apresentado semanalmente na Rádio Tamandaré.
Tudo conspirava para que Pernambuco ganhasse um excelente homem de rádio quando o animador do programa, Almeida Castro, o convidou para a apresentação das atrações do colégio com a seguinte frase: “E para comandar o show do Colégio Leão XIII, eu convido o meu colega Rômulo Uchôa.”
Daí, ainda na Rádio Tamandaré foi convidado para apresentar um programa dirigido à classe estudantil, uma vez por semana no horário vespertino “A Voz do Estudante”. Posteriormente tornou-se locutor da emissora.
Alguns anos depois, 1957, seu irmão Reginaldo informou que a Rádio Jornal do Commercio estava convocando moças e rapazes para testes de radio ator. Topou o desafio e se inscreveu para o teste.
Aprovado participou de alguns capítulos da novela “Jerônimo, o Herói do Sertão”, trabalhando ao lado de nomes famosos, como Geraldo Liberal, Alberto Lopes, Marilene Silva, Creusa de Barros, sob a Direção de Geraldo Lopes. Ganhava “cachês” por cada capítulo e ficava orgulhoso ao ver o seu nome escalado entre os “cobras” da época.
Em 1962 convidado por Maurício Pinto para “tirar férias” de um dos locutores da Rádio Capibaribe do Recife não mais deixou de aproveitar as oportunidades na referida emissora, até que em janeiro de 1967 teve sua carteira profissional assinada pelo senhor Arnaldo Pinto, na função de Locutor Supervisor.
O seu talento já demonstrado em todos os prefixos por que passou gerou mais uma oportunidade desta feita em Maceió, quando fez uma visita à Rádio Gazeta de Alagoas, lá encontrando Edécio Lopes no cargo de Diretor Artístico e apresentando o seu famoso programa “Manhãs Brasileiras”. Papo vai, papo vem, o Edécio lhe ofereceu um emprego na Rádio Gazeta, na função de Diretor Comercial. Levado à presença de Dr. José Barbosa de Oliveira, Diretor Geral da rádio acertou os detalhes e se transferiu com a família para Maceió.
Com a transferência de Edécio para a Rádio Difusora de Alagoas Zé Barbosa convidou-o para que você assumisse a Direção Artística da emissora, pouco tempo novembro de 1969 até junho de 1970, mas tempo suficiente para ser reconhecido como um excelente profissional capaz de comandar com grande sucesso a programação de uma emissora de rádio.
Recife, novamente Rádio Olinda. Algum tempo depois um telefonema do Dr.José Barbosa de Oliveira volta a Maceió, e reassume a Direção de Programação da Rádio Gazeta de Alagoas, assumindo o cargo em 1º de agosto de 1974.Nesta oportunidade pode demonstrar todo seu talento convivendo ao lado de excelentes profissionais do rádio alagoano. A Rádio Gazeta liderava a audiência em quase todos os horários, com comunicadores de renome tais como: Floracy Cavalcante, Antônio Torres, Edson Mauro, Márcio Canuto, Ailton Villanova, Romildo Freitas, Arivaldo Maia, Jurandir Costa, Ielson Ávila, Waldemir Rodrigues (que era também seu assistente) além de uma competente equipe de técnicos.
Para você Rômulo que entre idas e vindas Recife x Maceió x Recife, sempre foi responsável por grandes sucessos na programação de várias emissoras de rádio. Teve também uma passagem vitoriosa pela TV Gazeta nos seus primórdios, mas na Rádio Difusora de Alagoas conseguiu realizar grandes trabalhos em épocas distintas passando pelo crivo de diversos diretores tais como: Cyridião Durval, Claudio Alencar e este colunista quando obtivemos grandes êxitos nos musicais, nas notícias e no esporte.
Caro amigo não podia deixar de registrar este belíssimo histórico que você escreveu ao longo de sua vida resumindo-o aqui nestas minhas Palavras para você Rômulo Uchôa.

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

MAIS UMA DO TÚNEL DO TEMPO

 A foto ao lado nos faz voltar ao  ano de  1961 quando a Rádio Gazeta de Alagoas estava localizada na Rua do Comércio. Naquele ano ia ao ar o programa “Tele Noite”, diretamente do palco do mini-auditório da emissora da Organização Arnon de Mello. A apresentação estava confiada a quatro grandes profissionais do rádio alagoano: Arnoldo Chagas, Cláudio Alencar, Luiz Tojal e Roland Benamor (na foto, pela ordem, da esquerda para a direita). A foto e informação são uma cortesia do  Arnoldo Chagas.
Sobre o programa, Pedro Macêdo me informou que era apresentada uma coletânea dos acontecimentos sociais de Maceió, entre outras notícias. O público participava, comparecendo ao aúditório da Gazeta, assistindo o programa "ao vivo".