quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

A DESPEDIDA DE LULA NO RECIFE

Lula se despede dos seus conterrâneos no Marco Zero em Recife

No último discurso em Pernambuco antes de deixar a Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) chorou por três vezes e soluçou numa delas. ´Se eu falhasse, quem falharia era a classe trabalhadora, os pobres que iriam provar que não teriam competência para governar`, disse Lula em festa promovida no Centro do Recife, enquanto enxugava as lágrimas e justificava a cobrança que se impôs após vencer a eleição de 2002. O momento de maior emoção de Lula se deu ao lembrar do seguinte episódio narrado por ele: ´Eu lembro que um dia, aqui, uma mulher falou que não ia votar em mim porque eu ia tirar tudo dela. O que eu ia tirar dessa mulher? Eu falei: 'Marisa, estou assustado, que eu fui num barraco e uma pessoa que não tinha nada, tinha medo de mim. Marisa (a primeira-dama) me dizia: 'Não desiste que um dia você vai convencer' e isso aconteceu em 2002`.Em seguida, ouvia-se pelo microfone Lula contendo o choro. Na plateia, dezenas de ouvintes o copiavam. A fala de Lula durou 33 minutos. Cerca de oitenta mil pessoas estavam no Marco Zero, segundo o coronel Eden Vespaziano, da Polícia Militar; 300 policiais participaram do esquema de segurança. Ao escutar a rima do jovem poeta Antônio Marinho, um pouco antes, Lula já havia lacrimejado, passado a mão no rosto várias vezes e franzido a testa. Logo no início do discurso, mencionou a vergonha de chorar. Uma coisa que admiro no povo é que o povo chora para fora, o povo 'cafunga', lacrimeja e político chora para dentro com vergonha`. Com um rasgo de tempo, foi ele a 'cafungar'. Lula cumpriu agenda longa em Pernambuco, durante todo o dia. À noite, anunciou o início das obras do Cais do Sertão-Memorial Luiz Gonzaga e a cessão de uso gratuito de um terreno para a Orquestra Cidadã Meninos do Coque. Recebeu como homenagem do governador Eduardo Campos (PSB) uma faixa da Comenda Ordem dos Guararapes. Vestindo-a, brincou, afirmando que irá dormir com a faixa da comenda depois que entregar a faixa presidencial sábado, 1º de janeiro.O presidente fez uma retrospectiva de sua trajetória pessoal ao sair do município de Caetés (Agreste do estado) em 1952 e das lembranças políticas. Relembrou as campanhas derrotadas de 1989, de 1994 e 1998 e afirmou que os insucessos permitiram a percepção que ´não era possível governar o país sem conhecer o Brasil na totalidade`. Lula disse que é agradecido a Deus porque, ´sem o dedo de Deus`, não teria chegado à Presidência. ´Não era normal que um retirante de Caetés, que saiu do Sertão para fugir da fome, se transformasse em presidente do Brasil`.
Fonte:Diário de Pernambuco

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

DOIS BLOGS QUE RECOMENDO


Nesta minha volta a Alagoas ainda não tive a oportunidade de rever dois grandes  amigos: Jorge Moraes e Jalon Cabral. Mas não vai faltar ocasião para tal. Trabalhei com o Jorge Moraes na Rádio Difusora e com Jalon Cabral nas Rádios Gazeta e Palmares como também na Tv Gazeta. Ambos fazem parte do jornal “Qualquer Instante” com seus blogs. Você pode acessá-los através do site http://www.qualquerinstante.com.br/ . Um grande abraço aos amigos e parabéns pelos blogs.


Jorge Moraes - Graduado em Administração e Marketing; Pós-graduado em Marketing; Mestrado em Gestão e Marketing; Jornalista e Radialista, pela Lei que instituiu as profissões; é coordenador de Comunicação do Centro Universitário CESMAC,  comentarista esportivo da Rádio Difusora de Alagoas e atual presidente da Associação dos Cronistas Desportivos de Alagoas (ACDA).

Jalon Cabral  – Radialista, Jornalista (MTB 180), Publicitário, Advogado militante, formado pelo CESMAC e pós-graduado em Controle Externo através da Universidade Federal de Alagoas. Servidor Público Estadual, lotado no Tribunal de Contas do Estado de Alagoas. Jalon Cabral iniciou no rádio em 1966, na antiga Rádio Progresso de Alagoas, e atuou nas emissoras Gazeta AM, Gazeta FM de Maceió e Arapiraca, Difusora, Palmares, Santana FM (Santana do Ipanema) e TV Gazeta. Também participou em Recife -PE de programas da TV Jornal do Commercio e TV Radio Clube. Em jornal trabalhou no Correio de Maceió, Jornal de Alagoas e Gazeta da Tarde. Por muito tempo foi colunista da Tribuna de Alagoas.


domingo, 26 de dezembro de 2010

COMO É BOM VER REALIZADO O SONHO DE ALGUÉM


Emocionante !  É bom, quando a gente vê alguém feliz, realizando seus sonhos. Na televisão isso vem acontecendo sempre nos finais de semana, quando a gente tem oportunidade de assistir programas que realizam os sonhos das pessoas, tipo Caldeirão do Huck, Programa do Gugu e outros mais. São pessoas humildes, na maioria das vezes, que veem seus sonhos realizados e isso emociona também quem está assistindo. Casas reconstruídas, viagens realizadas para reencontrar famílias que estão separadas há muitos anos, carros recuperados, são alguns casos de sonhos que são concretizados todos os finais de semana, graças a esses programas de televisão. É muito mais agradável do que passar a tarde do domingo vendo as chatices de um Faustão ou o besteirol de um programa comandado pela Ana Hickmann.  A felicidade estampada nos rostos dos participantes dos programas que  realizam sonhos nos deixam igualmente felizes. Vamos torcer para que esses programas continuem a fazer a felicidade de muita gente que ainda crê poder ser feliz algum dia.É o lado bom da televisão, diante de tanta besteira que é  levada ao ar.


sábado, 25 de dezembro de 2010

OS UCHÔA CAVALCANTI ANIVERSARIANTES DE DEZEMBRO

Dezembro é um mês que a família Uchôa Cavalcanti  tem muito a comemorar. São aniversários que acontecerão neste mês e que resolvemos juntar todos numa só comunicação. Vejamos:
Uchôa Cavalcanti

 Hoje -  Dia de Natal – 25 de dezembro  - São dois aniversariantes.
Neste dia quem vai apagar 47 velinhas é o Júnior: Rômulo Uchôa Junior, ou artisticamente falando Uchôa Cavalcanti (foto), que trabalha na Rádio Cultura de Guanambi – Bahia, na função de locutor/apresentador/animador. Uchôa seguiu o caminho do pai. Tornou-se radialista. Tem uma voz bonita, comunica muito bem e, para orgulho da família, recebeu o título de Cidadão Guanabiense. Gostaria de estar lá nessa hora, mas apesar da distância estarei presente espiritualmente. Parabéns, meu filho e continue fazendo sucesso na sua profissão.

Junto ao Rômulo Uchôa Jr. quem aniversaria hoje (25),  é o meu primeiro neto, Marcelo  Anderson, “produção” da minha filha mais velha Suyin Uchôa. Marcelão (na altura puxou ao avô) nasceu em Natal - Rio Grande do Norte, justo no dia de Natal e é o “papa jerimum” da família. Também tem seu lado artístico fazendo parte do Trio Nóis Quatro, cantando e tocando zabumba. Hoje, ele completa 32 anos. Na foto abaixo, Marcelo com seus irmãos Felipe e Nathalie. A sua festa será animada por Ivan dos Teclados, na cobertura do prédio do seu apartamento. Parabéns pra você, meu  netão...

Dia 27/12 - segunda-feira
Para encerrar os Uchôa Cavalcanti  aniversariantes de dezembro,  nesta segunda-feira (27)  é o aniversário de André Luiz Uchôa, mais um filho, este completando 40 anos. André Luiz está em Portugal. É desingner e tem lá seu lado artístico: poeta, gosta de cantar e tocar violão. Na foto André, sua esposa e meu neto Victor Hugo. Meus votos de parabéns, galego,  e que Deus proteja você e todos os seus irmãos. Pois, pois...
Bem, aniversário de filho meu agora, só no próximo ano,  a partir de  março. É mole?

Da esquerda para a direita: Marcelo, Pita e Nathalie (meus netos)
André com sua esposa e meu neto Victor Hugo


segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

ALVES CORREIA: A FESTA DO POVÃO

Alves Correia ontem e hoje: à esquerda 1983 e à direita 2010

Sua audiência é indiscutível em Alagoas e estados vizinhos. Seu estilo de apresentação também é diferente porque ele se expressa com a simplicidade do povão, daí o seu sucesso. Seu programa tem até título, que por si só já diz tudo: A FESTA DO POVÃO, mas ele faz questão de ressaltar que é um “Programa Derrubado”. E com toda a sua simplicidade Alves Correia  vai conquistando dia a dia mais audiência na Gazeta FM da cidade de Arapiraca,  começando às 5 horas da manhã  se estendendo até 9 horas de segunda a sábado. O programa tem de tudo: notícias dos jornais e policiais, ajuda humanitária, entrevistas e brincadeiras. Ele já foi vereador, deputado estadual e, na eleição deste ano ficou na suplência, com possibilidades de assumir o cargo. Alves Correia faz shows pelo interior de Alagoas e Pernambuco, cantando junto com a sua banda que ele denomina de “Banda Derrubada”, com as suas “bundudas”. E faz enorme sucesso onde quer que se apresente. Sua agenda está sempre cheia. Lembro do Alves Correia no início da sua carreira atuando na Rádio Meridional de Garanhuns, no ano de 1983.Fiz parte da Meridional desde a sua inauguração, como diretor de programação e posteriormente diretor geral. Saí de lá, voltando para Maceió a fim de assumir a direção de programação da antiga Rádio Palmares e não mais ví o Alves Correia . Só agora, em Palmeira dos Índios, tive a oportunidade de ouvi-lo e conversar com ele por telefone e a promessa de nos encontrarmos para um bate papo nos próximos dias, quando sua agenda permitir,o que não vai ser fácil. E assim, Alves Correia vai levando sua vida vitoriosa no rádio e na política, conquistando a cada dia uma nova legião de ouvintes e os votos do povo alagoano.

domingo, 19 de dezembro de 2010

HOJE, (19) BODAS DE PRATA DE RÔMULO JUNIOR E SUA MARINÊS

Rômulo III (neto), Rômulo Jr. (filho) e Marinês (nora)
Minha neta Suellen e seu marido Naldo

Hoje,domingo 19 de dezembro,  lá na cidade de Guanambi  interior da Bahia, vai haver um festão na residência  do casal Rômulo Uchôa Junior/Marinês Uchôa, meu filho mais velho e minha nora querida. O casal vai comemorar 25 anos de casados. Eu e Zilma participamos do casamento dos dois, realizado em Neves, cidade próxima a Garanhuns. A surpresa para eles será a presença da filha do casal, minha  neta Suellen, junto com seu marido Naldo e o meu primeiro bisneto, Vinicius, que residem em Xique Xique,  na Bahia. Parabéns Junior e Marinês.  Que Deus os proteja e dê ainda muita felicidade a vocês. Daqui de longe, recebam o beijão do seu pai e da sua mãe II e sogra II,  Zilma...

Este é oVinicius, meu bisneto, que vai fazer a alegria dos avós corujas

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

PARA O MELHOR AMIGO, O MELHOR PEDAÇO


Eis uma história emocionante. Não deixe de vê-la. São apenas cinco minutos, e duvido você não se emocionar. Para conseguir ler completamente, talvez seja necessário dar algumas pausas ao aparecerem  as  mensagens mais longas. Foi  assim que fiz e  consegui ler a “sabedoria do mendigo”. Mas, para aqueles que tiverem dificuldade postamos mais abaixo o texto completo da conversa com Serapião.

"Serapião era um velho mendigo que perambulava pelas ruas da cidade. Ao seu lado, o fiel escudeiro, um vira-lata que atendia pelo nome de Malhado.
Serapião não pedia dinheiro. Aceitava sempre um pão, uma banana, um pedaço de bolo ou um almoço feito com sobras de comida dos mais abastados. Quando suas roupas estavam imprestáveis, logo era socorrido por alguma alma caridosa. Mudava a apresentação e era alvo de brincadeiras.
Serapião era conhecido como um homem bom, que perdera a razão, a família, os amigos e até a identidade. Não bebia bebida alcoólica, estava sempre tranqüilo, mesmo quando não havia recebido nem um pouco de comida. Dizia sempre que Deus lhe daria um pouco na hora certa e, sempre na hora que Deus determinava, alguém lhe estendia uma porção de alimentos.
Serapião agradecia com reverência e rogava a Deus pela pessoa que o ajudava.
Tudo que ganhava, dava primeiro para o Malhado que, paciente, comia e ficava a esperar por mais um pouco. Não tinha onde dormir; onde anoiteciam, lá dormiam. Quando chovia, procuravam abrigo embaixo da ponte e, ali o mendigo ficava a meditar, com um olhar perdido no horizonte.
Aquela figura me deixava sempre pensativo, pois eu não entendia aquela vida vegetativa, sem progresso, sem esperança e sem um futuro promissor. 
Certo dia, com a desculpa de lhe oferecer umas bananas fui bater um papo com o velho Serapião.
Iniciei a conversa falando do Malhado, perguntei pela idade dele, o que Serapião, não sabia. Dizia não ter idéia, pois se encontraram um certo dia quando ambos andavam pelas ruas e falou: 
 - Nossa amizade começou com um pedaço de pão, ele parecia estar faminto e eu lhe ofereci um pouco do meu almoço e ele agradeceu, abanando o rabo, e daí, não me largou mais. Ele me ajuda muito e eu retribuo essa ajuda sempre que posso.
Curioso perguntei: 
- Como vocês se ajudam? 
- Ele me vigia quando estou dormindo; ninguém pode chegar perto que ele late e ataca. Também quando ele dorme, eu fico vigiando para que outro cachorro não o incomode.
Continuando a conversa, perguntei: 
- Serapião, você tem algum desejo na vida?
- Sim, respondeu ele - tenho vontade de comer um cachorro quente, daqueles que a Zezé vende ali na esquina. 
- Só isso? Indaguei. 
- É, no momento é só isso que eu desejo.
- Pois bem, vou satisfazer agora esse grande desejo.
Saí e comprei um cachorro quente para o mendigo. Voltei e lhe entreguei. Ele arregalou os olhos, deu um sorriso, agradeceu a dádiva e em seguida tirou a salsicha, deu para o malhado, e comeu o pão com os temperos.
Não entendi aquele gesto do mendigo, pois imaginava ser a salsicha o melhor pedaço, não contive e perguntei intrigado: 
- Por que você deu para o Malhado, logo a salsicha?
Ele com a boca cheia respondeu:
- Para o melhor amigo, o melhor pedaço! 
E continuou comendo, alegre e satisfeito. 
Despedi-me do Serapião, passei a mão na cabeça do Malhado e sai pensando. Aprendi como é bom ter amigos. Pessoas em que possamos confiar. Por outro lado, é bom ser amigo de alguém e ter a satisfação de ser reconhecido como tal.
Jamais esquecerei a sabedoria daquele eremita:  "PARA O MELHOR AMIGO O MELHOR PEDAÇO”.

Autor Innocêncio de Jesus Viégas

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

NATALIE:10 ANOS EM 1 MINUTO E 25 SEGUNDOS



 A vida passa rápido, não é mesmo? Um pai dedicado fez um vídeo em que isso pode ser percebido facilmente. Durante dez anos, religiosamente todos os dias, ele fotografou a filha Natalie - praticamente na mesma posição. Depois, juntou as imagens, criou uma passagem acelerada do tempo, e publicou no YouTube. O vídeo se tornou um hit: mais de 830 mil exibições. Dez anos, neste caso, duram exatamente um minuto e 25 segundos. Veja o vídeo acima:

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

DIA NACIONAL DO FORRÓ É COMEMORADO HOJE


Luiz "Lua" Gonzaga, o rei do baião
Na noite desta segunda-feira (13), data em que se comemora o Dia Nacional do Forró e o nascimento de Luiz Gonzaga, a cidade de Recife será palco do lançamento do livro O Rei e o baião, de Bené Fonteles. A data marca a abertura da Exposição Viva Luiz!, que culminará, no dia 29 de dezembro, com o lançamento oficial das obras do Cais do Sertão Luiz Gonzaga. A exposição se estende até 12 de janeiro, aberta de terça a sexta-feira, das 10h às 18h, na Torre Malakoff, em Recife, sob a organização e curadoria de Bené Fonteles. O Museu Luiz Gonzaga será o primeiro museu nacional hi-tech de alto porte em Pernambuco, e destacará a importância deste ícone do sertão nordestino para a cultura e o imaginário brasileiro. O lançamento oficial do museu ocorrerá no dia 29 de dezembro, com o show do sanfoneiro e compositor Dominguinhos, Targino Gondim e outros cinco sanfoneiros. Os sanfoneiros se apresentarão no Marco Zero, a partir das 19h, com a presença do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva e do ministro da Cultura, Juca Ferreira.

domingo, 12 de dezembro de 2010

O PODER DA PALAVRA



Certa vez, um homem tanto falou que seu vizinho era ladrão, que o vizinho acabou sendo preso. Algum tempo depois, descobriram que o rapaz era inocente, ele foi solto, e, após muita humilhação resolveu processar seu vizinho (o caluniador).  No tribunal, o caluniador disse ao juiz: - comentários não causam tanto mal... e o juiz respondeu: - Escreva os comentários que você fez sobre ele num papel, depois pique o papel e jogue os pedaços pelo caminho de casa e amanhã, volte para ouvir a sentença!
O homem obedeceu e voltou no dia seguinte, quando o juiz disse: - Antes da sentença, terá que catar os pedaços de papel que espalhou ontem! - Não posso fazer isso, meritíssimo! - respondeu o homem - o vento deve tê-los espalhados por tudo quanto é lugar e já não sei onde estão! Ao que o juiz respondeu: -
Da mesma maneira, um simples comentário que pode destruir a honra de um homem, espalha-se a ponto de não podermos consertar o mal causado; se não se pode falar bem de uma pessoa, é melhor que não se diga nada!
Sejamos senhores de nossa língua, para não sermos escravos de nossas palavras.

Moral da História:
No mundo sempre existirão pessoas que vão te amar pelo que você é, e outras que vão te odiar pelo mesmo motivo.
Acostume-se! Quem ama não vê defeitos. Quem odeia não vê qualidades e quem é amigo vê as duas coisas!

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

DESAPARECIDO DESDE A PASSAGEM DO FURACÃO KATRINA, GATO VOLTA À SUA FAMÍLIA NOS EUA APÓS 5 ANOS


Scrub,voltou pra casa após 5 anos
Antes de contar a incrível história do gatinho Scrub, faço questão de dizer que, lá em casa cuidamos de cinco gatinhos: Tom e Astolfo os dois machos e Sagwa,Mell e Xica as três fêmeas e ainda temos mais um que recebeu o nome de Neguinho, muito querido também por todos da família,  mas que só vai lá em casa a passeio, pra pegar o “rango”,  dormir e depois voltar para a rua, mas essa é outra história. O que quero contar é a incrível história de Scrub, um gato que voltou para casa depois de passar cinco anos desaparecido. Conheçam a história do Scrub, retirada da internet:
"Cinco anos depois de seu desaparecimento, durante a passagem do furacão Katrina, um gato voltou aos braços de uma família do Mississippi, nos EUA.
Scrub, um gato cinza e branco que hoje tem sete anos de idade, foi alimentado por alguns meses por uma mulher. No entanto, uma onda de frio na região fez a mulher se preocupar com a saúde do animal e o entregou ao abrigo.
O gato foi identificado pela Sociedade Protetora dos Animais do Sul do Mississipi por causa de um implante de microchip. A entidade, então, entrou em contato com os donos do animal. "Fiquei cética", disse Jennifer Noble, dona do animal.
Ao retornar para a família, Scrub foi logo deitar-se aos pés da cama do filho de Jennifer Noble, segundo o jornal "The Sun Herald". "Scrub está em ótimas condições", disse Noble."

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

UM DESOPILANTE PARA O FERIADO

Uma 'loira'  chegou no hotel em Manaus, e como estava muito quente, ela abriu a janela. Só que começaram a entrar vários pernilongos.
Então, ela ligou para a recepção e reclamou.
- Boa tarde, estou com muito calor e com a janela aberta vários mosquitos estão entrando no meu quarto e me incomodando.
- Se a Senhora desligar as luzes de seu quarto, eles irão embora.
Ela fez o que ele disse e realmente eles se foram.
Depois de um tempinho, começaram a entrar vários vaga-lumes, e então ela tornou a ligar para a recepção reclamando.
E o atendente:
- Mas o que foi agora?
Ela responde:
- Não adiantou, os mosquitos voltaram com lanterna.

Do editor do blog: nada contra as loiras...

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

O REENCONTRO COM ARIVALDO MAIA




Arivaldo Maia, o melhor locutor esportivo de Alagoas
Depois de um bom período em Palmeira dos Índios, finalmente tive um encontro com um amigo, que aguardava com ansiedade: reencontrei após um período de mais de vinte anos Arivaldo Maia, com quem trabalhei nas rádios Gazeta e Difusora de Alagoas. “O melhor locutor esportivo de Alagoas” continua, como já divulguei aqui no meu blog, transmitindo futebol pelo timaço da Gazeta, mas mora com a família em Palmeira dos Índios, sua terra natal. Encontrei o Arivaldo numa manhã, em plena atividade na rádio Palmeira FM, emissora pertencente à sua família e que ele voltou a dirigir, após mais de 15 anos. Nosso abraço de reencontro foi emotivo para ambos, acredito. O vaqueiro continua aquele mesmo cara alegre, gentil e vibrante com o que faz. Apesar de mais velho, não mudou muito fisicamente. Alguns cabelos brancos, é normal, mas com a mesma disposição de sempre. Mostrou-me a sua emissora nos mínimos detalhes, apresentou-me a alguns funcionários e no decorrer da nossa conversa proferiu uma frase que repetiu algumas vezes e que não vou esquecer: “estou à sua disposição...não quero nem saber do que se trata”. Obrigado,amigo Arivaldo.Concorrência à parte, fiquei feliz em reencontrar mais um grande amigo  nesta terra querida que é Alagoas. Saúde Ari,   sucesso e felicidades para o amigo.

domingo, 5 de dezembro de 2010

FLUMINENSE É O GRANDE CAMPEÃO

Na enquete que fizemos,deu 66% de conquista para o Fluminense.Parabéns para quem acertou. Foram 26 anos de espera e muito sofrimento neste domingo. Porém, isso acabou. Com a vitória sobre o Guarani por 1 a 0, no Engenhão, o Fluminense faturou o seu segundo título brasileiro da história, que teve a sua primeira edição em 1971. O gol “salvador”, aos 16 minutos do segundo tempo, foi marcado pelo atacante Emerson.. Um grande abraço aos torcedores do “pó de arroz”.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

FAÇA ALGO DIFERENTE NESTE NATAL

Que tal fazer algo diferente este ano no Natal... Sim ... Natal ...
Daqui a pouco ele chega ... Que tal ir a uma agência dos Correios e
pegar uma das 17 milhões de cartinhas de crianças pobres e ser o
Papai ou Mamãe Noel delas? Fui informada de que tem cada pedido
inacreditável.Tem criança que pede um panetone, uma blusa de frio
para a avó...Deixo a ideia lançada. É só pegar a carta e entregar
o presente numa agência do correio até dia 20 de Dezembro.O próprio correio se encarrega de fazer a entrega.
-DIVULGUEM PARA CONHECIDOS-
Na vida, a gente passa por 3 fases:
- a primeira, quando acreditamos no Papai Noel;
- a segunda, quando deixamos de acreditar e
- a terceira, quando nos tornamos Papai Noel!!!

Esta mensagem me foi enviada pela Floracy Cavalcante.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

MAIS UMA NO NOSSO TÚNEL DO TEMPO


Minha primeira emissora de rádio em Maceió foi a Rádio Gazeta de Alagoas, em 1969. Naquela época, a Gazeta funcionava na Rua do Comércio, e participei pela primeira vez da cobertura do seu carnaval.  Não tenho fotos para recordar esse período, mas do arquivo do Pedro Macedo recebi a foto que ilustra esta matéria, com texto também do Pedro, sobre a cobertura do carnaval de Maceió dois anos antes da minha chegada à capital alagoana. Guardo grandes lembranças da época que trabalhei com os quatro. Bons amigos.

Da esquerda para a diretita: Jurandir Costa,Pedro Macêdo,Chico Magalhães e Ailton Villanova
 
“Transmissão do Carnaval de Maceió pela Rádio Gazeta de Alagoas no ano de 1967. Na foto: Jurandir Costa, Pedro Macêdo, Francisco Magalhães e Ailton Vilanova. A orquestra que a Prefeitura Municipal de Maceió disponibilizava para tocar desde o sábado de Zé Pereira até a manhã da quarta-feira de cinzas, atendia aos foliões dos bairros do Trapiche, Levada, Ponta Grossa e Vergel do Lago. Uma multidão comparecia todas as noites de folia, com uma animação indescritível. Um dos melhores carnavais de rua da Capital alagoana.”